Mulher já ocupa metade dos postos de trabalho nas melhores empresas do País

    Mulheres-empreendedorasA maior pesquisa global de avaliação do índice de confiança dos funcionários com o ambiente de trabalho e análise das melhores práticas de gestão de pessoas chega à 17ª edição no Brasil e aponta um aumento na participação das mulheres nos postos de trabalho das Melhores Empresas para Trabalhar. A edição 2013 do estudo revela um aumento percentual de mulheres – elas agora representam metade do total de colaboradores das Melhores, um aumento de 25 pontos percentuais em relação a 1997, ano em que a participação feminina era de 25%. A pesquisa mostra um aumento, também, da participação feminina entre os gestores. Na edição 2013 das Melhores Empresas para Trabalhar, as mulheres ocupam 41% dos cargos de gestão; em 1997, apenas 11% dos cargos de gestão eram ocupados por mulheres. Em 35% das empresas premiadas, a existência de políticas específicas possibilita maior possibilidade de ascensão profissional para as mulheres. Na presidência das Melhores há 11 mulheres no comando; enquanto a média de idade dos homens que ocupam o cargo é de 51 anos, as mulheres têm em média 55 anos.

    Quanto às questões que envolvem a mão de obra feminina, segundo Ruy Shiozawa, CEO do Great Place to Work® Brasil, um dos temas recorrentes é o tempo adequado para que a funcionária fique em casa com o bebê recém-nascido. “Entre as Melhores, 41% das empresas dão licença maternidade em um prazo superior aos quatro meses estipulados pela lei; nas não premiadas, apenas 22% concedem um prazo superior ao legal” revela o executivo. Na lista das empresas que empregam um maior número de mulheres – ranking elaborado com base na porcentagem de mulheres em relação ao total de funcionários – o líder é o Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, com 90,2% dos postos de trabalho ocupados por mulheres.

    As empresas com mais mulheres

    1. Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre (90,2%)
    2. Apetit Serviços de Alimentação (89,4%)
    3. Fortbrasil (79,8%)
    4. Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos (78%)
    5. Hospital Moinhos de Vento (77,4%)
    6. ABA (76,7%)
    7. Atento Brasil (76,7%)
    8. Dudalina (75,1%)
    9. Laboratório Sabin (73%)
    10. Mary Kay (72,3%)
    11. Cultura Inglesa RJ (71%)
    12. SJ Administradora de Imóveis (67,8%)
    13. Unimed Rio de Janeiro (69,9%)
    14. Teleperformance (69%)
    15. Losango Promoção de Vendas (68,8%)
    16. Guarida Imóveis (67,8%)
    17. Sistema FIESC (65,5%)
    18. Portal Educação (62,4%)
    19. Sicoob Metropolitano (62%)
    20. Grupo Saga (60,9%)

    O Great Place to Work® avaliou ambientes corporativos de 6 mil empresas em 49 países, representando um total de 11 mil colaboradores. A edição 2013, no Brasil, avaliou 1.095 empresas; entre as premiadas, 82 são do Sudeste (62 de São Paulo, 16 do Rio de Janeiro e 4 de Minas Gerais); 25 do Sul (10 do Paraná, 10 do Rio Grande do Sul e 5 de Santa Catarina); 16 do Nordeste (11 do Ceará, 4 de Pernambuco e 1 do Maranhão); 6 do Centro-Oeste (3 de Goiás, 1 de Brasília, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul); e 1 do Norte (Amazonas). Quanto ao setor, 50% são de serviços (65 empresas, sendo 16 de tecnologia da informação, 13 de serviços financeiros e seguros, 6 de hotéis e restaurantes e 30 diversos); 37% da indústria (sendo 48 empresas no total, 30 de produção e manufatura, 9 de biotecnologia e farmacêutica e 9 diversos); e 13% do comércio (17 empresas, sendo 9 de varejo, 2 de serviços de saúde/produtos médicos e distribuição, e 6 diversos ramos de atividade).

    Entre os colaboradores que participaram da pesquisa 36% têm entre 26 e 34 anos; 32% 25 anos ou menos; 19% entre 35 e 44 anos; 11% entre 45 e 54 anos; e 2% mais de 55 anos. No quesito escolaridade, 52% têm o segundo grau completo ou menos; 24% superior completo; 15% superior incompleto; e 9% possui pós-graduação.  (Tribuna)