Mulher morre tentando proteger criança em tragédia que matou 9 na Bahia

O corpo da menina de 9 anos, que segundo a família está entre as vítimas do incêndio que atingiu uma farmácia na quarta-feira  (23), em Camaçari, região metropolitana de Salvador, foi encontrado protegido pelo corpo de uma mulher, que também foi vítima da tragédia que deixou nove mortos. A informação foi passada nesta quinta-feira  (24) pelo pai da criança, o empilhador Fábio Souza.

 (Foto: Juliana Almirante / G1 Bahia)
(Foto: Juliana Almirante / G1 Bahia)

De acordo com Souza, a família acompanhou as buscas nos escombros da farmácia e, por volta das 3h, os peritos que trabalhavam no local contaram que o corpo da criança foi achado abraçado ao da mulher. A família não a conhece, mas acredita que ela tenha tentado proteger a menina do acidente e conseguiu evitar que as chamas atingissem o rosto dela.

Segundo o pai da menina, não havia queimaduras no rosto da criança e isso facilitou na identificação do corpo no local do acidente. No início da tarde, a família aguardava o reconhecimento oficial no Instituto Médico Legal (IML), em Salvador.

Ainda conforme Fábio Souza, a mulher dele, que estava com a criança no momento do acidente, está internada em um hospital em Camaçari. Ela quebrou e queimou um dos braços e deve passar por uma cirurgia ainda nesta quinta-feira.

Souza contou que a mulher dele conseguiu sobreviver à tragédia porque, no momento em que o teto caiu, ela estava no caixa da farmácia, que ficava na parte da frente do estabelecimento. Segundo ele, a menina estava mais ao fundo da farmácia e a mulher não teve tempo de salvá-la, e ainda está em estado de choque.

Por conta da tragédia, a prefeitura de Camaçari decretou luto oficial de sete dias na cidade. Por meio de nota, a Câmara de Vereadores lamentou o caso. “O município inteiro está abalado com a situação, que tocou o coração e entristeceu a todos”, disse a instituição por meio de nota.

Um grupo formado por estudantes de um colégio de Camaçari realizou um ato em solidariedade em frente ao local da tragédia na manhã desta quinta-feira. Emocionados, fizeram orações aos mortos. (Com informações do G1/BA)