Nordestina: Vereador acusado de entrar na prefeitura com facão na mão diz que é inocente

    71620_408401772570455_1076074526_nO vereador do município de Nordestina Pedro Queiroz (Costinha) informou através de postagem na Página do Portal no Facebook que a notícia publicada no site A Folha de Nordestina e reproduzida pelo Portal  e por vários sites da região sobre o episódio em que o mesmo foi acusado de entrar na prefeitura com um facão na mão e intimidar funcionários é falsa. Veja abaixo a nota publicada pelo vereador:

    Eu, Pedro Mendes Queiroz, Venho através deste, informar ao povo de Nordestina que esta notícia publicada na A Folha de Nordestina não é verdadeira. Tenho provas suficientes para desmascarar esses mentirosos que andam querendo denegri a minha imagem. Peço aos queridos leitores que prestem atenção na mesma que não diz o que eu fui fazer no setor de tributos e disseram que eu estava acompanhado com dois cidadãos não identificados e eu estava na companhia era de três: Tiago Borges, Ney Willian Borges e Adriano Borges, todos bastante conhecidos na cidade. Inclusive um deles Tiago Borges morou oito anos aqui. Foi chefe da guarda municipal no período de um ano e oito meses. Outra coisa que mim chamou atenção na notícia que diz ter causado uma grande repercussão e a população ficou chocada. Isso está sendo motivo de piada, pois ninguém tinha conhecimento disso, nem mesmo o chefe do setor de tributos, eu liguei pra ele quinta-feira e ele afirmou que não tinha conhecimento e falou que em momento algum eu o ameacei. Fica aqui a pergunta se fosse verdade porque o próprio chefe do setor não publicou esta matéria e registrou B.O. Estranho não é? Pergunto a Ruy Guilherme, presidente fundador da à folha de Nordestina, porque não citou o nome da pessoa que lhe passou essas informações falsas, porque você não viu nada. Fui até o setor de tributos levar os três cidadãos para obter informações sobre um terreno que estavam cercando. No momento que os mesmos mim procuraram eu estava em um terreno próximo trabalhando com o facão na cintura, isso não é ameaçar ninguém. Quando vejo um cidadão com um facão na cintura enxergo nele a figura de um homem honesto e trabalhador. E até o momento não recebi nenhum chamado por parte da delegacia de polícia e estou aguardando, pois não vai parar por aí, procuraram acharam, vou seguir em frente e informo desde já que vou processa-los.