O Outro Lado do Paraíso: Exausta, Clara perde a paciência com Adriana, a coloca em seu lugar e advogada reage

Nós ás vezes gostamos de pensar que Adriana (Julia Dalavia) se tornou uma pessoa tão chata em O Outro Lado do Paraíso por conta de sua criação. Afinal de contas, crescer sob a [má] influência de Jô (Bárbara Paz) e do avô Natanael (Juca de Oliveira) só poderia perturbar a cabeça de qualquer pessoa.

Além de ser extremamente injusta com a mãe, Adriana é vista como uma pedra no sapato de quem torce pelo casal Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso) e só não é uma das personagens da trama mais odiadas porque tem outros nomes de peso. kkk No entanto, farta de ver Duda (Gloria Pires) sofrendo, Clara tomará uma decisão em prol da mãe. A protagonista de O Outro lado do Paraíso irá encarar a irmã de frente e a colocará no seu devido lugar após receber conselhos de Mercedes (Fernanda Montenegro). Em certo momento, Clara ficará a sós com Adriana e dirá que precisa falar sobre Duda. “Não me fale dessa mulher”, rejeitará ela. Mas, Clara insistirá: “Eu vou falar dela, sim. De nossa mãe. Elizabeth!”

Foto reprodução

Adriana ficará em choque e afirmará que Clara inventou essa história. Entretanto, a mãe de Tomaz (Vitor Figueiredo) será firme e garantirá que está falando a verdade. Suamãe, pediu para ninguém contar (…) Ela dizia que você podia ter um abalo emocional, se soubesse que o rim era dela. E que podia até rejeitar
o órgão”, explicará.

Diante dessa situação Dri ficará confusa e Clara justificará as atitudes de Duda. “Ela sempre te amou. Muito. Sente culpa por ter te abandonado quando criança. Sabe que foi ingênua. Se deixou enganar pelo seu avô”, falará. “Meu avô era um homem  maravilhoso. Não fale dele”, por sua vez, Dri se exaltará.

Dri, a vida é assim. Muitas vezes alguém é maravilhoso com a gente. Mas horrível com outras pessoas. Ninguém é uma coisa só. Temos lados bons e lados piores. Para você, seu avô mostrou o melhor. Mas para nossa mãe, não. Ele foi cruel com ela”, Clara afirmará colocando a irmã em seu lugar.

“O que você sentiria se sua mãe, considerada morta, reaparecesse como dona de um bordel e acusada de assassinato? Diga!”, questionará a jovem rancorosa. “Eu não sei o que sentiria. Fui criada na pobreza, na dificuldade. Eu sofri muito. (…) Eu amo nossa mãe, com todos os problemas e qualidades que ela possa ter. Mas o fato é que ela exigiu segredo sobre a doação. Não quis comprar seu sentimento”, responderá implacável.

Ao perceber que a irmã ficará sem reação, Clara abrirá o jogo e contará toda a verdade rebatendo cada grosseria de Adriana. Além de explicar como Duda se livrou do alcoolismo para salvá-la, Clara será enfática. “A alma de nossa mãe, sua mãe, é como uma chama
tremulante. Ela não melhora porque não tem vontade de viver. É muita culpa, muita dor. Ela sente que já fez o que devia fazer. E que pode partir”.

“Partir?”, perguntará a advogada desestabilizada. “A alma dela precisa de amor. Do seu amor. Pense. Ela colocou a própria vida em risco, para salvar a sua. Por amor. Agora ela precisa do seu amor também”, sentenciará

A partir da dureza das palavras de Clara, Adriana terá a sua redenção e deixará a luz entrar em seu coração, a jovem cairá na realidade e implorará o perdão da mãe. Este momento prometerá ser emocionante em O Outro Lado do Paraíso.

....

COMPARTILHAR