Pacientes tem paralisia muscular após contraírem o zika vírus na Bahia

Zika-ViruApesar de até o momento não ter sido levado a sério pelas autoridades governamentais, o Zika Vírus tem começado preocupar. Dois pacientes que estão internados no Hospital Geral Couto Maia, na capital baiana, diagnosticados com zíka vírus, desenvolveram a síndrome Guillan-Barré, enfermidade responsável por perda de habilidade dos grupos musculares causando paralisia muscular. As informações foram confirmadas pela Sesab (Secretária de Saúde da Bahia) na tarde desta sexta-feira (19).

Conforme a secretária, um dos pacientes tem estado de saúde considerado estável. Já o outro foi diagnosticado com estado grave, mas está respondendo bem ao tratamento.

A Sesab informou que está sendo investigado a relação do zíka vírus com a síndrome Guillan-Barré. Com relação ao prognóstico da síndrome, ainda não há informações sobre em quanto tempo a vítima consegue se recuperar totalmente da doença.

A Sesab ressaltou ainda que no Estado foram notificados 28.962 casos de doenças exantemáticas indeterminadas, ou seja, ainda sem identificação.