Padre Fábio de Melo defende união gay, mas condena casamento religioso

programa-direcao-espiritual-com-padre-fabio-de-meloO padre Fábio de Melo declarou em sua conta oficial do Twitter que é favorável ao reconhecimento pelo Estado do casamento gay. “A união civil entre pessoas do mesmo sexo não é uma questão religiosa. Portanto, cabe ao Estado decidir”, escreveu o padre.

De acordo com o Terra, o post foi compartilhado por mais de 1,5 mil internautas. Em outra publicação, o padre afirmou que o Estado deve proteger os direitos de duas pessoas que decidem viver juntas a despeito da sua opção sexual. “suas necessidades civis. Se duas pessoas estabeleceram uma parceria, e querem proteger seus direitos, o Estado precisa dar o suporte legal”.

Ele salientou, porém, que o apoio ao casamento gay deve ser legal e não religioso. “São situações que não nos competem. A questão só nos tocaria se viessem nos pedir o reconhecimento religioso e sacramental da união”, escreveu.

O deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro, Jean Wyllys, elogiou o posicionamento de Fabio de Melo: “Obrigado, @pefabiodemelo, por vir a público em defesa do Estado laico, dos direitos civis de LGBTs e da diversidade”. As declarações também repercutiram bem entre os outros internautas.