Pai de Cristiano Araújo desabafa sobre motorista “Nunca mais quero vê-lo”

RTEmagicC_JoaoDesabafo.jpgO pai de Cristiano Araújo, João Reis, desabafou em entrevista ao ‘Ego’ nesta sexta-feira (25). Durante o bate-papo, ele afirmou que prefere ficar longe de tudo o que envolve o caso sobre a morte de seu filho, que aconteceu há três meses, após um acidente de carro.

“Eu nunca falei sobre isso e nem vejo mais TV. Mas eu acho assim, a justiça humana é muito falha. Muitas coisas passam de uma forma absurda. Mas a justiça divina está aí pra punir as pessoas que merecem. O perdão é de Deus”, disse ele, que prefere não encontrar com o ex-motorista de Cristiano, Ronaldo Miranda, que foi indiciado por duplo homicídio culposo: “nunca mais quero vê-lo porque não sei qual seria minha reação. O que sempre peço para as pessoas que convivem com ele é para que ele nunca mais passe na minha frente”.

João contou ainda o quanto tem sido difícil seguir a vida desde que o filho morreu: “ele está comigo em todos os momentos. Se estou dando conta de fazer as coisas é porque ele tem uma força muito grande sobre mim. Isso me faz seguir meu caminho. Hoje vivo como robô. De manhã, coloco a pilha, me programo para fazer um monte de coisa e, quando volto, tiro a pilha e desabo. Pra poder seguir, é o próprio cérebro que engana a gente um pouco para sobreviver. Mas nada vai me fazer superar a falta… A presença, o sorriso, a alegria…”.

Questionado sobre as comparações do filho Felipe Araújo – que também canta sertanejo -, com Cristiano, João explicou que os dois são completamente diferentes. “Deixei bem claro que eles não têm nada a ver. Cristiano é incomparável. Melhor cantor do Brasil. Não tem como fazer comparação. Mas as pessoas vão fazer, pelo fato de ser irmão, a voz parecer um pouco. Ele vai ter que ser muito firme porque não tem como fugir disso. Eu falo para o Felipe: ‘o Cristiano deixou a estrada asfaltada para você. Não vá fazer nenhuma ultrapassagem perigosa”, contou.