Para família, baiano “ressuscitou” por milagre de Irmã Dulce

img-20140824-wa0018Os familiares de Walter Lúcio de Oliveira Gonçalves acreditam que um milagre de Irmã Dulce o trouxe de volta à vida. Ele estava internado no Hospital Geral Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, quando foi considerado morto pela equipe médica após um quadro de insuficiência respiratória.

Entretanto, duas horas após o ocorrido, o irmão do paciente, Waltério Gonçalves, percebeu movimentos de respiração dentro do saco para cadáveres em que o corpo estava e ele foi levado de volta para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

“Eu fiquei na porta esperando para entrar na sala e percebi que o tórax dele estava se movimentando. Foi nesse momento que chamei a equipe médica, que já levou ele de volta e o entubou”, relembra Waltério.

A família de Walter Lúcio não acredita em erro médico, mas em um milagre. A tia dele, Áurea Loureiro, enfatiza que suas preces foram atendidas. “Tenho certeza que foi um milagre de Irmã Dulce. Eu pedi a ela que nos acompanhasse e desse uma solução. Só posso dizer que foi milagre dela e de Deus”, diz.

A crença no milagre é ratificada pelo primo Eduardo Valadares. “Eu acompanhei desde a entrada dele no hospital e estava junto da equipe médica na hora da declaração do óbito. Ele não tinha sinais vitais”, afirma.

Os parentes aguardavam a emissão de um novo laudo sobre seu estado de saúde para conseguir a transferência dele ao Hospital Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce. Uma ambulância estava a postos no final da manhã desta segunda para levá-lo à outra unidade de saúde, onde ele deve dar prosseguimento a um tratamento contra o câncer.

Fonte: A Tarde