Pedreiro é preso suspeito de enforcar, estuprar e enterrar cunhada em Juazeiro

RTEmagicC_f52aa3b259.jpgO pedreiro Wellington da Cruz Bispo, 31 anos, foi preso acusado de enforcar, estuprar e enterrar o corpo da cunhada Arlene Costa Borges, 21, no banheiro de uma casa em construção em que trabalhava, em Juazeiro, no norte da Bahia. Ele foi preso ao tentar fugir em um ônibus que seguia para Feira de Santana, onde, segundo a TV Bahia, se esconderia na casa de parentes.

Arlene, que trabalhava como garçonete em uma lanchonete, estava desaparecida desde o dia 22 de setembro. A polícia passou a investigar o envolvimento do pedreiro no desaparecimento da jovem logo após encontrar uma ligação dele no celular da jovem.

O corpo foi encontrado enterrado na casa nesta sexta-feira (14). Ao delegado responsável pelo caso, Reginaldo César, o pedreiro confessou ter estuprado e matado a jovem com uma marreta.

Ainda segundo a TV Bahia, o pedreiro foi encaminhado para o Conjunto Penal de Juazeiro. Ele vai responder por estupro, homicídio e ocultação de cadáver. (Com informações do Correio 24 Horas)