Polícia identifica dupla e prende assaltante de Farmácia em Euclides da Cunha

acusados-rooubo-farmacia_01Dois elementos de capacete, blusão e mochila nas costas assaltaram a Farmácia Nossa Senhora da Conceição, mais conhecida como Farmácia do Afrânio, em alusão ao nome do proprietário. Na ação criminosa, o primeiro elemento adentrou ao estabelecimento e foi direto ao local onde se encontrava o proprietário e, de arma em punho, pronunciou o nome da vítima e anunciou o assalto.
“Pensei que fosse alguém conhecido, algum amigo que estava brincando comigo, pois me chamara pelo nome. Mas, depois que vi a arma e a ordem para colocar o dinheiro na mochila percebi que se tratava realmente de um assalto e o jeito foi cumprir a ordem, para evitar coisa pior”, disse Afrânio ao repórter José Dilson.

Identificado como Israel Gonçalves Dantas da Gama – que na foto aparece de camisa preta – usava capacete vermelho/vinho, vestia um blusão de cor escura e carregava nas costas uma mochila preta com o tampo branco. No momento do assalto, por volta das 12h30, três clientes mulheres entraram na farmácia, mas nada perceberam e também não foram ameaçadas.

acusados-rooubo-farmacia_02Em seguida, um segundo meliante, também de capacete da cor escura, calça jeans azul, blusão branco e mochila nas costas adentrou ao estabelecimento e, em seguida, a dupla deixou o local apressadamente, sem molestar as pessoas que se encontravam no local e fugiram em uma motocicleta amarela. Afinal, já havia sido concretizado o roubo.

Mas, talvez, pelo nervosismo do jovem que comandara o assalto e portava um aparelho de telefone celular, ao receber a mochila de volta com o dinheiro, esqueceu o telefone no balcão. O aparelho serviu como ferramenta para obtenção de pista para a polícia investigar, identificar e prender um dos elementos, numa ação conjunta que envolveu agentes policiais civis da 25ª Coorpin/Euclides da Cunha e uma guarnição da Cia de Emprego Tático Operacional (CETO) do 5º BPM/Euclides da Cunha, acionada pela Central de Comunicação do 5º BPM, que acabara de receber o comunicado sobre o assalto.

As imagens internas gravadas pela câmera de segurança da farmácia e informações contidas na memória do celular esquecido, foram muito importantes para a identificação dos elementos. As investigações se estenderam até o 1º Distrito de Aribicé, quando o segundo elemento foi identificado como Daniel Batista Miranda.

acusados-rooubo-farmacia_03O cruzamento de informações recebidas pela polícia deram a certeza da participação de Daniel no assalto. No início da madrugada desta sexta-feira (19), por volta das 2h, as equipes localizaram Daniel, que se encontrava em uma casa, mas ao perceber a chegada da polícia evadiu-se do local e não foi mais encontrado.

Em uma revista feita no imóvel, os policiais encontraram um revólver calibre 32, com a numeração de série raspada, situação que indica a irregularidade na aquisição da arma, normalmente adquirida no mercado negro ou nas chamadas feira de rolo, muito comum em bairros das grandes cidades, etc., municiado com quatro projéteis, além de R$ 2.230,00 em espécie, dinheiro roubado no assalto.
Com as características da motocicleta usada no roubo, depois de informações obtidas pelas equipes nos períodos da tarde e noite, chegou-se ao dono do veículo, que informou tê-lo emprestado para um dos acusados, que dissera que a moto serviria para um deslocamento até a localidade do Brejinho, onde encontrariam com umas garotas. Isto, por volta das 11h30.

acusados-rooubo-farmacia_04Ao receber o veículo de volta, o proprietário notou um certo nervosismo de Daniel, que comunicara ter sido vítima de um assalto no caminho de volta e perdera dinheiro e o telefone celular para os bandidos.
As investigações continuaram em Aribicé, onde as equipes tomaram conhecimento da participação de Israel, que se encontrava em uma casa de parentes, onde foi preso sem esboçar reação.

Vida pregressa: segundo informações da polícia, quando ainda menor de 18 anos, Israel fora apreendido mais de uma vez, em São Paulo, onde morava, por práticas delituosas. Quanto a Daniel, que em Euclides da Cunha trabalhou em uma revenda de motocicletas, deixou a empresa e foi para São Paulo, também foi objeto de investigação por estar supostamente envolvido com o furto de motocicleta na região, segundo uma fonte policial. Daniel e Israel chegaram de São Paulo há cerca de 20 dias.

A vítima, na manhã de hoje, após prestar depoimento na 1ª DT/Euclides da Cunha, teve a quantia roubada devolvida. A motocicleta se encontra apreendida na 1ª DT, até que tudo seja devidamente esclarecido. Não há acusação sobre o proprietário do veículo usado pela dupla, que teve o nome preservado. Israel se encontra recolhido ao xadrez da carceragem do Complexo Policial Civil de Euclides da Cunha, à disposição da Justiça, e deverá responder por crime de roubo, com base no artigo 157 do Código Penal Brasileiro.

As Informações e fotos são de José Dilson/euclidesdacunha.com (Polícia Civil, Polícia Militar)