Polícia prende homem acusado de matar criança de 2 anos em Euclides da Cunha

preso-edsonNuma ação conjunta entre o 5º BPM e a Polícia Civil de Euclides da Cunha o acusado de ter assassinado uma criança de 2 anos e ferir gravemente família indígena foi preso. Segundo a Polícia, na Delegacia de Polícia Civil de Euclides da Cunha, Edson Santos Silva, vulgo “Edinho”, confessou a autoria dos crimes contra a família indígena.

Antes de o acusado ser detido, a polícia tinha um suspeito, logo no início da manhã deste sábado, 15, algumas horas depois da ação criminosa. Sem procedência do primeiro incriminado e coma a indicação de um novo suspeito, através de informações obtidas quando a polícia esteve no local do crime, teve-se a informação de que “Edinho”, acusado por último, seria o autor dos crimes, inclusive, não foi localizado na comunidade indígena Kaimbé, no povoado de Massacará, meio rural de Euclides da Cunha. No local do crime a polícia encontrou um machado com supostas marcas de sangue e um alicate que podem ser os objetos usados para matar a criança e ferir mais cinco membros da mesma família.

Com a hipótese mais evidente, a polícia ainda obteve a informação de um homem possível paradeiro do acusado, indicando que no povoado de Muriti estava um homem portando uma faca ameaçando pessoas e que havia também tentado roubar uma moto, mas sem êxito, pois populares impediram, porém conseguiu roubar uma bicicleta vermelha, tendo então fugido na direção à Ribeira do Pombal ou Cícero Dantas, conforme informou a PM.

Por volta das 14h, “Edinho” foi localizado na Fazenda Várzea, local próximo do povoado de Massacará – onde atacara a família – meio rural de Euclides da Cunha.

Edson Santos Silva foi encaminhado para a 1ª Delegacia Territorial de Euclides da Cunha e apresentado à autoridade de plantão que lavrou as circunstâncias dos fatos e determinou o recolhimento do acusado ao xadrez da carceragem da 1ª DT, colocando-o à disposição da Justiça.

Fonte: Euclidesdacunha.com