Policial civil reage a assalto a ônibus e mata bandido na Bahia

foto_onibusUm policial civil reagiu a uma tentativa de assalto a um ônibus e matou um criminoso a tiros na Avenida Bonocô, em Salvador, na tarde desta terça-feira (8). O caso ocorreu por volta das 13h30, no sentido Iguatemi, na entrada do bairro Cosme de Farias, segundo informações passadas pela Polícia Militar.

De acordo com a polícia, o civil entrou em luta corporal com o assaltante armado e acabou alvejado. Outro suspeito do assalto conseguiu fugir. A polícia afirma que o jovem morto nasceu em 1998, mas não tem informações se ele já havia completado 18 anos. Ele morava em Cosme de Farias. Familiares dele foram para o local logo depois de serem informados da morte do rapaz, mas não quiseram falar com a imprensa.

Na ação, três pessoas foram baleadas, entre elas o policial. As identidades das vítimas não foram divulgadas. Os feridos foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), na Avenida Vasco da Gama. Segundo o posto policial da unidade de saúde, as vítimas foram encaminhadas para o centro cirúrgico. Ainda não há informações sobre o estado de saúde.

A jornalista Patrícia Oliveira passava de carro pela Avenida Bonocô no momento da tentativa de assalto e dos disparos e disse que alguns passageiros chegaram a pular do ônibus. Com um aparelho celular, ela fimou o momento em que algumas pessoas estavam correndo.

“Foi surreal. Tinham várias pessoas descendo pela janela. Foi uma cena de filme. Os carros pararam de andar e os ônibus que vinham atrás também. Teve motorista que deu ré, com medo. Foram tiros muito altos. E mais de sete pessoas pularam do ônibus”, destacou.

De acordo com a PM, dois homens que seriam integrantes da mesma quadriha do suspeito morto foram presos na passarela que dá acesso ao ponto de ônibus onde o crime aconteceu. Com eles, foram encontrados objetos que, segundo a polícia, são roubados, como aparelhos celulares, além de certa quantidade de drogas. Os suspeitos foram levados para o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc). (Com informações do G1/BA)