Populares fazem protestos em quatro cidades baianas

    cartaz9Moradores das cidades baianas de Ilhéus, Mucuri, Vitoria da Conquista e Barreiras fizeram manifestações nesta quarta-feira (26) para pedir, principalmente, pela melhoria no transporte público no país e pela melhora na administração pública dos municípios.

    Em Ilhéus, região sul do estado, centenas de pessoas fizeram uma manifestação durante a tarde pelas ruas do centro. A concentração ocorreu às 14h, mas o grupo só iniciou caminhada por volta das 16h. Eles se encontraram na praça Dom Eduardo, em frente ao Teatro Municipal, de onde partitram. Até o início da noite, a manifestação percorreu as ruas da cidade. O grupo fechou parte da Avenida Tiradentes e a Praça Cairu. A mobilização ocorreu de maneira pacífica e organizada, segundo a polícia.

    “Além do transporte de qualidade, nós estamos pedindo a diminuição da tarifa do transporte público de Ilhéus”, disse o produtor audiovisual Marcos Alcântara.

    Um dos locais por onde passou a manifestação é o “calçadão”, onde se concentra o comércio da cidade. As ruas estavam com movimento pequeno de pessoas e veículos devido à liberação de muitos trabalhadores por causa da realização do jogo do Brasil contra a seleção do Uruguai, que começou às 16h desta quarta.

    Em Mucuri, no extremo sul, o protesto foi durante a manhã. Por volta das 6h, manifestantes queimaram pneus na BR-101, na altura do distrito de Itabatã. A pista ficou bloqueada por cerca de uma hora, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo os manifestantes, o protesto foi contra o descaso do dinheiro público no país, pela melhoria do transporte de universitários das cidades vizinhas e pela emancipação política do distrito de Itabatã. O congestionamento chegou a 5 km, informou a PRF.

    Em Barreiras, cerca de 600 pessoas protestaram durante a noite. A principal reivindicação dos manifestantes é pela melhoria do transporte público na cidade. Uma Organização Não Governamental (ONG) de Inclusão Social também participou do protesto e pediu maior acessibilidade para os deficientes físicos.

    Já em Vitória da Conquista, no sudoeste, um grupo com aproximadamente 50 pessoas fechou as duas vias de parte da BR-116, trecho que passa dentro da cidade. Os manifestantes levaram cartazes com pedidos de melhorioas no transporte público na educação. Eles estavam divididos entre afiliados a partidos políticos e manifestantes que não queriam a presença de partidários.

    As Informações são do G1