Povoado de Feira de Santana ganha obras artísticas impressionantes; veja

RTEmagicC_morrinhos_1_amanadultra.jpgHá um ano, a professora do Instituto Federal da Bahia (Ifba), Maristela Ribeiro, tem provocado alegria aos moradores do povoado de Morrinhos, cerca de 40km de Feira de Santa.

Em seu projeto de pesquisa no doutorado em Artes na Universidade Federal da Bahia (Ufba), ela tem intenção de mostrar a realidade. A professora imprime fotos adesivas em tamanho real das ruas do povoado, e cola no que antes era a parede branca das casas.

RTEmagicC_morrinhos_4_amanadultra.jpgIniciado oferecendo cursos de fotografia à população, a professora, seguiu para a última fase do projeto, colar fotos nas fachadas das casas. “Não encontrei nenhuma imagem da comunidade, que existe desde 1940. Imaginei trazer a paisagem regional e usar as casas como telhado”, afirma Maristela.

Nove casas de Morrinhos receberam a participação do projeto da pesquisadora. Dona Doralice Lopes, de 88 anos, que se recuperava de  uma cirurgia nos olhos na casa de um filho em Salvador, conta como foi sua reação ao ver a casa após a transformação: “Perguntei: cadê minha casa, gente? Achei que tinha sumido! Quando saí, minha casa era branca. Voltei e estava verde!”, conta.

RTEmagicC_morrinhos_5_amanadultra.jpg

“Meu objetivo era que as casas desaparecessem. Para mim, era uma metáfora sobre o esquecimento do local, sobre como essas pessoas são deixadas de lado e se tornam invisíveis”. Lá, a maioria dos moradores vive em casas de taipa, sem saneamento básico. A principal fonte de renda, além da agricultura familiar, é o Bolsa Família, segundo a pesquisadora. (Com informações do Varela Notícias/Fotos: Amana Dultra)
………………………………………..