Prefeito de Queimadas cancela tradicional festa da Lavagem da Igreja

    936166_155507404630594_1575526664_nEm reunião na Câmara Municipal de Vereadores na tarde da última quarta-feira (15), o prefeito municipal de Queimadas, Tarcísio de Oliveira Pedreira, anunciou que não realizará a tradicional festa da Lavagem da igreja e falou sobre os questionamentos a respeito da realização ou não da festa.

    Na presença de grande parte dos vereadores da Casa Legislativa, Secretários e chefes de departamento da administração pública e comunidade em geral, Tarcísio destacou que a situação do município para realizar ou não a lavagem, não envolve somente a problemática da seca, no caso envolve também o problema das dívidas antigas, não seria nenhum espanto eu dizer que no momento o município esta quase ingovernável devido ao histórico do município, está quase chegando no limite do sustentável.

    O Prefeito, falou a respeito de questionamentos infundados por algumas pessoas, inferindo que ele iria segurar ou desviar o dinheiro do festejo, onde o prefeito lembrou a todos que não vem verba específica para a Lavagem da Igreja, mas que o recurso do FPM é que pode ser usado para esse fim, “o recurso do FPM de maio, do qual poderia ser retirada verba para a festa, no último dia 10 foi descontado do dinheiro da Prefeitura R$ 312.000 só de INSS de empresa, o dinheiro chegou para a Prefeitura, mas o Banco do Brasil bloqueou e repassou para o INSS, num período de seca desse, num período de queda de FPM, numa escassez dessa e o INSS leva uma quantia dessas, fica complicado”, disparou Tarcísio, demonstrando a realidade adversa que complica a viabilidade de investimentos na tradicional festa local.

    “ Por esses motivos, não tenho receio em dizer que não vamos realizar a festa da Lavagem da Igreja, é uma atitude difícil, principalmente para um prefeito como eu que gosto muito de festa, mas é melhor sofrer com desgaste político, pessoas falando mal na rua, por uma atitude responsável, do que ser atacado na rua por uma ação irresponsável, e a nossa atitude é uma atitude responsável pensando no bem do município”.

    Continuando Tarcísio disse respeitar e apoiar a realização do cortejo cultural e que apoiará na medida do possível toda a movimentação, ficando quaisquer outras iniciativas na responsabilidade de quem as organize.

    Finalizando suas palavras, Tarcísio de Oliveira Pedreira, pediu compreensão à população pela não realização da festa da Lavagem da Igreja como foi outrora, argumentando uma vez mais, que isso se deve à necessidade de administrar segundo o contexto do município, o qual todos sabem enfrenta grandes problemas, não só por força da estiagem, como também por conta de dívidas das administrações passadas.

    A tradicional festa da lavagem da Igreja de Queimadas acontece sempre no final de maio, dezenas de atrações de renome nacional já participaram dos festejos, agora só resta aguardar 2014 e torcer para que o município se recupere para realizar uma festa digna a altura da população Queimadense.

    Fonte: Prefeitura de Queimadas