Prefeito de Quijingue é denunciado por suspeita de irregularidades na utilização de recursos públicos

almirinhoEm nova representação feita pela Bancada de Oposição da Câmara Municipal à Procuradoria Geral da República, ao Tribunal de Contas dos Municípios e ao Ministério Público, o prefeito Almiro Costa Abreu Filho (PT) é denunciado por suspeita de irregularidades na utilização de recursos públicos.

O prefeito de Quijingue deverá responder pelo uso de verba pública na reforma de um imóvel de propriedade particular na sede do município. Sobre o arrepio da lei, a prefeitura teria utilizado quase R$ 80 mil para reformar o antigo prédio do CEAQ, de propriedade da entidade religiosa Sociedade Joseleitos, sem autorização da Câmara Municipal, cita a denúncia.

A reforma do antigo colégio foi realizada pela empresa Global Nordeste Construtora LTDA, contratada pela prefeitura através de Carta-Convite nº 06/2013, no valor de R$ 78.637,00 (setenta e oito mil, seiscentos e trinta e sete reais). Contudo, o objeto do referido contrato é a prestação de serviços na manutenção e reparos das escolas da Rede Municipal de Ensino.

Depois da reforma, o prédio da Sociedade Joseleito foi alugado pela prefeitura por R$ 5 mil mensais para ofertar a maioria de seus serviços administrativos destinados ao público em geral e, em outra parte, para funcionar a creche da sede. O gabinete do prefeito continuou funcionando na sede da prefeitura que também passou por uma pequena adaptação para funcionar uma repartição do Banco Bradesco.

A Folha da Vila