Presos são barrados ao tentar retornar para presídio em Feira de Santana

    aUm caso inusitado envolvendo cinco detentos do Conjunto Penal de Feira de Santana, foi registrado na manhã desta sexta-feira (17), no Complexo Policial Investigador Bandeira.

    Itamar Queiroz, 35 anos, residente no George Américo; Cláudio Santos Silva, 23, também morador do George Américo; Erick Marques Silva, 20, e Rodrigo da Silva, moradores do Campo Limpo e Anderson Jesus Santos, 25 anos, estavam no grupo de 120 presos beneficiados com a saída temporária do Dia das Mães e tentaram retornar na noite passada (16), mas não foi permitido o acesso deles ao presídio.

    Segundo os presos, o horário determinado para o retorno é 18h, mas alegando problemas de transporte e pessoais, só conseguiram retornar às 21h e um agente penitenciário não permitiu que entrassem. Eles procuraram o posto da PM, localizado no presídio e também não conseguiram o acesso.

    cSem outra alternativa, os presidiários retornaram para suas casas e quando se reuniram de manhã cedo para retornar ao Conjunto Penal, foram abordados por uma guarnição da Polícia Militar que fazia ronda no George Américo.  Eles explicaram a situação para o comandante da guarnição, que resolveu apresentá-los no plantão central do Complexo Policial. Depois dos esclarecimentos, foram conduzidos para cumprir suas penas no presídio.

    Respondendo por crimes como homicídio, assaltos e tráfico de drogas, os presos concederam entrevista ao repórter Denivaldo Costa e reclamaram do agente penitenciário que estava de plantão. Alegaram que já retornaram em outras ‘saídas temporárias’ depois do horário marcado e foram recebidos.

    Fonte: Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa.