Professores de Uauá estão em greve por tempo indeterminado

professores_bigthumb391Os professores da rede municipal de ensino em Uauá, reunidos em assembleia, proporcionada pela APLB-Sindicato deflagraram greve por tempo indeterminado desde a última quarta-feira (30).

A categoria reivindica o reajuste de 8,32%, anunciado pelo MEC no início do ano. “Nós passamos três meses e quinze dias dialogando com o governo, tentando da melhor maneira possível ratificar o reajuste. Porém, só nos últimos quinze dias veio uma proposta que nos foi entregue na abertura da reunião. Fizemos o de praxe: Lemos a proposta e demos um tempo para que os professores se posicionassem. Assim o fizeram! No fim do debate, decidiram não aceitar a proposta do governo e lutar pelo que é nosso por lei e por direito: o reajuste do piso salarial. Estamos conscientes do peso de uma greve, porém, estamos conscientes de que se não lutarmos agora, perderemos o que passamos anos para conquistar. Portanto, vamos à luta. A diretoria da APLB-UAUÁ já tem um planejamento feito e vai cumpri-lo, fielmente.” Declarou Francisco-Prolepses/Coordenador da APLB-UAUÁ.

O Prefeito Olímpio Cardoso Filho convocou uma reunião de emergência para a sexta-feira (02) visando tentar evitar a greve dos professores, o governo apresentou uma nova proposta aos representantes dos sindicatos que após ter sido apreciada em assembleia foi rejeitada, o governo municipal afirma não ter condições financeiro e contábil para reajustar a folha de pagamento do magistério.

Por: Portaldenoticias.net (Com informações do Umbuzada.com)