Quatro dias após acidente na Bahia, família será sepultada no Paraná

12669584_969782093077719_1830945897927968309_nQuatro dias após o grave acidente automobilístico que vitimou quatro pessoas da mesma família no sudoeste da Bahia, os corpos de Hernandes Narciso Mariano, Meire Cristina Silva e dos filhos Guilherme e Davi serão sepultados no Norte Pioneiro. Os corpos deixaram o Instituto Médico Legal (IML) de Vitória da Conquista (BA) por volta das 17 horas desta terça-feira, e devem chegar ao Paraná no início da tarde desta quarta-feira (3).

A tragédia que chocou o Norte Pioneiro no Paraná, ocorreu na manhã de domingo (31) no quilômetro 23 da BA-265, próximo ao Anel Rodoviário Jadiel Matos, em Vitória da Conquista. Mariano, de 32 anos, funcionário de uma transportadora de Joaquim Távora, viajava a trabalho e teria levado a família para passear.

24413_31012016220136Após perder o controle da direção em uma curva, o veículo tombou à margem da rodovia e as vítimas ficaram presas às ferragens. Meire foi a única a ser retirada com vida da carreta, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no interior da ambulância enquanto era transportada ao pronto-socorro.

A notícia sobre a morte da família teve repercussão nacional e chocou os moradores de Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina, onde as vítimas residiam. Como se não bastasse a tragédia, a demora na liberação dos corpos em razão de documentos que eram aguardados no Instituto Médico Legal fez aumentar ainda mais a angustia das famílias, que finalmente poderão despedir de seus entes.

O casal e os dois filhos serão velados juntos por alguns minutos no Velório Municipal de Joaquim Távora a partir das 13 horas, porém, Meire, Guilherme e Davi serão transladados ao Velório Santo Antônio, em Santo Antônio da Platina, no Paraná, onde serão velados até as 18 horas e depois sepultados no Cemitério São João Batista. O sepultamento de Mariano ocorrerá no mesmo horário no Cemitério Municipal de Joaquim Távora. (Com informações do Marechal News)