Queimadas e Santaluz têm abastecimento de água ameaçado

    imagesssO governador Jaques Wagner, disse sábado (09), na cidade de Serrinha, que já falou com o secretário da Casa Civil, Rui Costa, programar de imediato a limpeza da barragem da Leste na cidade de Queimadas, para aproveitar de água, logo que as chuvas cheguem.

    O manancial responsável pelo abastecimento dos municípios de Queimadas e Santa Luz está morrendo e corre o risco de deixar mais de 70 mil pessoas sem o líquido nos próximos dias, caso a barragem não seja limpa em sua totalidade.

    A represa de pedra e cimento, feita no leito do rio Itapicuru na década de 1940 pela extinta Leste Brasileira e explorada pela Embasa, está praticamente seca e tomada por dunas de areia e lama, o que vem preocupando os moradores das duas comunidades.

    No mês de setembro de 2012, após vinculação de matéria na Tribuna da Bahia sobre a situação em que se encontrava a barragem da Leste, a direção da Embasa disse, em nota, que estava locando recursos para sua limpeza. Passado seis meses, a reportagem da Tribuna da Bahia retornou ao local e constatou que nada foi feito até o momento, o que tem deixado a população dos dois municípios preocupada com a possível falta de água.

    Com o prolongamento da estiagem, que castiga a região, o Itapicuru vem sendo responsável, também, pelo abastecimento de dezenas de carros-pipa/dia para atender as áreas flageladas pela seca, deixado a barragem cada dia mais seca ainda.

    Segundo o empresário da Drogaria Rios, Cloudes Rios Araújo, a barragem que também serve de atrativo turístico e espaço de lazer para moradores locais e da região, praticamente não consegue atrair ninguém. “A última vez que a barragem foi limpa, aconteceu em 1993, na gestão do ex-prefeito Edivaldo Cayres. Temos em nossa região uma dádiva que é o rio Itapicuru, que está morrendo por falta de atenção das autoridades. A reserva hídrica em Queimadas é responsável por cerca de 13 mil ligações da Embasa, atendendo cerca de 70 pessoas que vivem em Queimadas e Santa Luz”, explicou Rios.

    O Itapicuru de tantas histórias nas terras de Santo Antônio, padroeiro do município e via de passagem das tropas do cangaceiro Lampião e Maria Bonita, está ameaçado de desaparecer e, caso isto aconteça, vai deixar milhares de pessoas que necessitam de suas águas passarem sede.

    O alerta é do comerciante Léo Marques que acredita que a salvação da barragem da Leste está depositada nas mãos dos governos municipal. “Se Tarcisio Oliveira, não regaçar as mangas para limpar o manancial com a ajuda do governo estadual ou em parceria com as prefeituras circunvizinhas que utilizam suas águas, corremos o risco de, dentro de mais alguns anos, não termos o rio em nossas terras”, enfatiza Marques.

    Informações de Pedro Oliveira /Tribuna da Bahia/Sucursal de Coité