“Quem roubar vai para cadeia e ele joga a chave fora”, diz ministro sobre governo Bolsonaro

RIO — Futuro ministro-chefe da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) criticou, nesta segunda-feira, os escândalos de corrupção na Petrobras e sugeriu punições severas a quem cometer crimes contra a administração pública.

— No governo Bolsonaro, quem roubar vai para cadeia e ele joga a chave fora — disse o parlamentar.

A declaração de Lorenzoni ocorreu ao responder sobre a política de preços de combustível. Segundo ele, antes de se definir a prática de precificação dos produtos, é preciso que o novo governo tome ciência da atual situação da Petrobras.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

— Tenho curiosidade de saber se o presidente Temer sabe, porque a Petrobras passou por um período que passou da sétima petrolífera no mundo para a 28ª, graças à roubalheira e utilização inadequada da empresa — disse.

Lorenzoni disse que o “cidadão brasileiro paga uma conta absurda por conta dos equívocos cometidos no passado” e pediu paciência à imprensa para que o governo Bolsonaro apresente suas propostas.

— Nós estamos dando o primeiro passinho hoje, é razoável pedir que todos tenham um pouquinho de paciência para que Bolsonaro e sua equipe possam conhecer a realidade e aí, com base nos conceitos que nós propagamos ao longo de toda campanha, podemos servir todo o Brasil.

....

COMPARTILHAR