Quijingue: Prefeitura fecha 2013 com dívidas superiores a R$ 1,5 milhão na Saúde e Educação

almirinho_pt2A Prefeitura Municipal de Quijingue entrou no segundo ano do governo de Almiro Costa Abreu Filho com uma dívida de R$ 1.501.010,20 (um milhão, quinhentos e um mil, dez reais, e vinte centavos) somente nas áreas da Educação e Saúde.

No mês de dezembro de 2013, o valor empenhado na área da Saúde foi de R$ 1.115,403,51 (um milhão, cento e quinze mil, quatrocentos e três reais, e cinquenta e um centavos). Deste montante, a prefeitura só conseguiu saldar R$ 545.402,46 (quinhentos e quarenta e cinco mil, quatrocentos e dois reais, quarenta e seis centavos), restando uma dívida de R$ 570.001,05 (quinhentos e setenta mil, um real, e cinco centavos) para ser paga em 2014.

Na educação, o valor empenhado no mês de dezembro, foi de R$ 3.372.510,97 (três milhões, trezentos, trezentos e setenta e dois mil, quinhentos e dez reais, e noventa e sete centavos). Deste total, a prefeitura só conseguiu saldar R$ 2.441.501,78 (dois milhões, quatrocentos e quarenta e um mil, quinhentos e um reais, e setenta e oito centavos), restando uma dívida de R$ 931.009,19 (novecentos e trinta e um mil, nove reais, e dezenove centavos), para ser paga em 2014.

Dos 60% do FUNDEB, o governo Almiro entrou em 2014 com a dívida de R$ 396.287,59 (trezentos e noventa e seis mil, duzentos e oitenta e sete reais, e cinquenta e nove centavos) em salários para os professores. Dos 40% do Fundo da Educação, a dívida herdada de 2013 ficou em R$ 250.078,28 (duzentos e cinquenta mil, setenta e oito reais, e vinte e oito centavos). Dos 25% da Educação, a prefeitura encerrou o ano devendo R$ 284.643,32 (duzentos e oitenta e quatro mil, seiscentos e quarenta e três reais, e trinta e dois centavos).

Fonte: Folha da Vila