Reação dos evangélicos a Babilônia é duro teste para a Globo

babO jornalista Mauricio Stycer, que faz crítica de mídia para a Folha, destaca, neste domingo, a polêmica que cerca a novela Babilônia, marcada pelo beijo gay entre Fernanda Montenegro e Nathália Timberg no primeiro capítulo.

No artigo Muito mais que um beijo, ele destaca a reação conservadora principalmente dos evangélicos e o oportunismo dos concorrentes. “Com notável senso de oportunidade, e boa dose de hipocrisia, o SBT anunciou que no mesmo horário está exibindo ‘Carrossel’, uma ‘novela pra família’. Em 2011, a emissora colocou no ar o primeiro beijo entre duas mulheres em uma novela brasileira”, lembra Stycer.

“A Record, que acaba de lançar ‘Os Dez Mandamentos’, não confrontou a Globo formalmente, mas dois de seus principais apresentadores, Marcelo Rezende e Geraldo Luís, também estão explorando o mote de que a novela bíblica é ‘para a família'”, completa.

O colunista tem dúvidas sobre qual será a reação dos Marinho. “Desperta curiosidade ver como a Globo lidará com a pressão para atenuar o debate proposto em ‘Babilônia’. Pesa contra a novela, neste início, um resultado no Ibope muito abaixo da expectativa. Grupos de discussão estão sendo feitos para ouvir a opinião dos espectadores. A bandeira de Teresa e Estela, desconfio, corre riscos. Espero estar enganado.”