Renato Augusto balança com oferta do Schalke; Timão admite saída

Renato-AugustoO Corinthians prometeu segurá-lo, mas já não tem tanta certeza de que contará com Renato Augusto em seu elenco em 2016. O jogador ficou balançado com o assédio do Schalke 04, da Alemanha, e cogita retornar à Europa. Para piorar a situação do Timão, os chineses também entraram na disputa. No entanto, correm por fora.

Os alemães estão dispostos a gastar € 8 milhões (R$ 34,5 milhões na cotação atual) para contratar o meio-campista. O Corinthians ainda não se pronunciou sobre o valor da multa rescisória, mas informações obtidas pelo GloboEsporte.com dão conta que ela é de € 7 milhões (R$ 30,2 milhões). Ou seja, o Schalke pagará acima do valor para forçar o Timão a negociá-lo.

Vale ressaltar que o jogador tem poder de veto – ou seja, não basta um clube depositar o valor da multa na conta do Corinthians, é preciso que Renato Augusto queira sair.

O meia tem vínculo com o clube paulista até o fim de 2016. Amparado pela legislação, ele pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe já a partir de julho. Assim, sairia gratuitamente em janeiro de 2017. O Timão chegou a iniciar as conversas para renovar contrato, mas não conseguiu chegar a um acordo.

O Corinthians é dono de 50% dos direitos econômicos e ficaria com € 4 milhões (R$ 17,2 milhões), valor considerado baixo pela direção. Outros 40% são do Bayer Leverkusen, de quem o Timão o comprou em 2013 por € 3,5 milhões. O restante pertence ao jogador e ao empresário Carlos Leite, responsável por conduzir as negociações.

Eleito o melhor jogador do último Campeonato Brasileiro, Renato Augusto chegou a declarar que só deixaria o Corinthians se recebesse uma boa oferta de um grande clube europeu que proporcionasse a possibilidade de disputar a Liga dos Campeões.

Apesar de ser muito popular na Alemanha, o Schalke é apenas o sexto colocado no torneio local e está classificado para a segunda fase da Liga Europa, segunda maior competição do continente. Mesmo assim, Renato gostou do projeto do clube e de retornar ao futebol alemão como estrela para substituir Julian Draxler, craque do time negociado com o Wolfsburg, também da Alemanha.

O Corinthians está em silêncio até o momento, mas, internamente, os dirigentes reconhecem que vai ser difícil manter Renato Augusto. Caso vença o assédio alemão, o Timão terá de superar os milhões oferecidos pelos chineses. Assim como Jadson, Elias e Vagner Love, ele também entrou na mira dos orientais. Nenhuma das partes confirma, mas o interessado seria o Beijing Guoan.

Renato, porém, dá prioridade total a regressar à Europa, sobretudo por ter voltado a ser convocado para a seleção brasileira. Depois de seguidas lesões no Leverkusen, o meio-campista se recuperou no Corinthians e acredita que conseguirá atuar em alto nível no Velho Continente. Por enquanto, não pensa em atuar em mercados menores.

*Com informações do Globoesporte.com