Revoltada por não conseguir vaga para mãe em UTI, mulher interdita rua em Feira de Santana

72226-3Com a mãe internada há mais de 20 dias na policlínica do conjunto Feira X, em Feira de Santana, Elenice Santos de Jesus, interditou a Rua A do conjunto, na manhã de hoje (15), e protestou pela demora em conseguir uma transferência para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

Em entrevista ao Acorda Cidade, ela informou que a policlínica envia solicitações para o hospital, mas por falta de vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) o pedido não é atendido.

72229-3“Minha mãe está com os dois rins parados, água no pulmão, não consegue andar. Ela precisa ir para a UTI urgente. Mandam um fax e ficam só enrolando e minha mãe está morrendo”, reclamou.

A coordenação da policlínica informou que está dando toda assistência para a paciente Jesuita Carneiro Santos de Jesus, enquanto aguarda o surgimento da vaga para realizar a transferência.

*As informações e fotos são do Acorda Cidade