Rui Costa vai à Brasília apresentar projeto para deputados baianos

    rui_costa_gj_bocaonews1O chefe da Casa Civil do governo estadual da Bahia, Rui Costa (PT), tomou para si, como já noticiado, a responsabilidade pelos principais projetos de combate aos efeitos da Seca. Neste movimento, ganha ainda mais projeção, além de oportunidade para estar em contato com a população das localidades atingidas pela estiagem e com os parlamentares do estado.

    Na noite da última terça-feira (19), Rui Costa participou de uma reunião na Câmara dos Deputados, em Brasília, cuja pauta tratou dos investimentos na execução de obras hídricas no estado. O representante do Governo da Bahia, secretário Rui Costa (Casa Civil), abriu as discussões com a apresentação das intervenções na infraestrutura hídrica realizadas na gestão do governador Jaques Wagner.

    O secretário Rui Costa citou importantes entregas à população baiana, como a Adutora de Pedras Altas, que beneficia 201 mil pessoas, atingindo 114 localidades no estado, e o Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Guanambi, um investimento de R$ 100 milhões.

    Ele ressaltou também o investimento em obras de menor complexidade, se referindo a sistemas simplificados de abastecimento, poços e cisternas.“Em seis anos [2007 a 2012], o Governo do Estado realizou 702 mil ligações de água, perfurou mais de três mil poços e entregou 94 mil cisternas de consumo. Entre construção e ampliação de sistemas simplificados de abastecimento, foram feitos 3.400 intervenções. Vamos fazer mais 1.400 sistemas até 2014”, disse Costa.

    As realizações na infraestrutura hídrica na Bahia fazem parte do programa Água para Todos, que, segundo o secretário, beneficia mais de três milhões de pessoas com o acesso a água e somam recursos captados na ordem de R$ 4 bilhões.

    Ainda dentro do Água para Todos estão as intervenções em andamento e as que serão iniciadas. A apresentação trouxe os exemplos do Sistema Integrado de Irecê e do Sistema Integrado de Serrinha, que estão em curso, e ainda os exemplos de novos projetos na infraestrutura hídrica, como a ampliação dos sistemas de Amélia Rodrigues, orçada em R$ 41 milhões, e de Camaçari, que prevê recursos na ordem de R$ 35 milhões.

    Além do deputado Daniel e do secretário Rui Costa, a mesa de discussões da audiência em Brasília contou com a participação do presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, e do senador João Durval (PDT).