Saiba tudo que vai rolar no último capítulo de “O outro lado do paraíso”

“O outro lado do paraíso” termina nessa sexta-feira e a Telinha publica aqui tudo que vai acontecer à noite.

Desespero de Clara

O capítulo começa com o desespero de Clara (Bianca Bin) com a possibilidade de voltar a ir para o hospício. “Não acho justo ser julgada pelos crimes da Sophia (Marieta Severo)!”, fala ela, chorando. “A Sophia e o advogado dela fizeram o processo se voltar contra você. Amanhã certamente ela sairá livre”, fala Patrick (Thiago Fragoso).

Grande Mãe aparece

A Grande Mãe (Zezé Motta) procura Clara e diz que tem algo importante a revelar a ela: “Eu protejo todos naquele quilombo, cê foi professora lá. Vim cuidar de você. Eu tenho um relógio dentro de mim, que diz a hora certa. Agora é a hora certa pra falar”.

Mariano mostra cicatrizes

De volta ao julgamento, Mariano (Juliano Cazarré) aparece ao lado da Grande Mãe. Todos se chocam. Ela relembra do dia que o garimpeiro chegou ferido ao quilombo. “Eu só digo que esse homem merece justiça”, fala. Mariano dá o seu depoimento e revela tudo que aconteceu. “A Grande Mãe me curou pra eu vir aqui e dizer que a Sophia tentou me matar, e só tou vivo por sorte. Ela matou o Laerte, a Vanessa e o Rato. Ela é uma assassina”, conta. Todos na plateia ficam horrorizados. O advogado de Sophia insiste que tudo não passa de um plano de Clara e Mariano abre a camisa e mostra a barriga cheia de cicatrizes.

Sophia confessa crimes

Pressionada, Sophia acaba confessando os seus crimes: “Eu sou uma pobre mulher. Tive uma infância difícil. Tive que me submeter ao desejo dos homens, pra sobreviver. Mas consegui casar e constituir uma família. Me tornar respeitada. Ter um lugar na sociedade. E de repente, por culpa de um encontro com essa velha, o Laerte me chantageou. Meu mundo ia ruir. Eu perdi a cabeça. E todos, todos, continuaram a me chantagear, a me colocar contra a parede. Eu tive que me defender. A vítima fui eu. Vítima até mesmo do Mariano, a quem eu nunca, nunca quis matar. O Mariano me pertencia. Eu não podia permitir que fosse de outra mulher. Eu só me defendi das chantagens. Eu só me defendi por amor”.

Vilã é condenada

Depois de um breve recesso, o júri dá o veredicto para Raquel (Erika Januza). “A ré é considerada culpada por unanimidade. Antes de dar a sentença, porém, decreto a prisão de José Victor da Conceição (Rafael Losso) por falso testemunho e cúmplice em tentativa de homicídio. Posteriormente será julgado”.

Suspense no tribunal

Orientado pro Clara, Abel (Charles Fricks), o promotor do caso e advogado de Clara, diz a Raquel que tem uma moção. A juíza pede que o advogado de defesa se aproxime para o promotor se explicar. Abel dá um papel para Raquel e o advogado de Sophia diz que é um absurdo. “Tem que ser verificado. (A TODOS) Faremos um recesso até amanhã para que a sentença seja proferida. O júri deve ser hospedado em um hotel, onde deve evitar todo e qualquer contacto com o mundo exterior. A ré deverá ser conduzida à prisão, de onde voltará para ouvir a sentença”, fala Raquel, deixando todos chocados.

Avaliação de três psiquiatras

Samuel (Eriberto Leão) e outros dois psiquiatras avaliam Sophia. Ela conta sobre os crimes que cometeu. De volta ao julgamento, Samuel fala sobre a ré. “Temos aqui um laudo onde se atesta que a ré é psicopata. Mais que isso. Tem uma personalidade impulsiva. E transtorno de controle dos impulsos assassinos. Dos quatro crimes que estão sendo julgados, três, incluindo a tentativa de assassinato de Mariano, ela cometeu no puro impulso do momento. Oferece perigo à sociedade. Minha orientação e de meus colegas psquiatras é que seja enviada ao manicômio judiciário”. Sophia fica desesperada.

Clara comemora fim da vingança

Logo depois, o júri retorna e decide seguir a avaliação psiquiátrica. “Este tribunal determina que Sophia Montserrat seja transferida a um manicômio judiciário. E só sairá quando tiver alta médica, dada por uma junta de psiquiatras. Os médicos do manicômio decidirão se e quando ela poderá sair”, fala Raquel. Sophia reage e Clara se aproxima: “Sophia. Vai passar por tudo que eu já passei. Você foi minha última vingança. Eu venci”.

Sophia é internada em hospício

Sophia é levada para o manicômio e dá um ataque. “Eu não sou louca. Tudo foi uma armação da Clara”, grita ela, que dá um tapa na cara da médica. Sophia grita e se debate enquanto é presa na máquina de eletrochoque.

Mariano é promovido

Clara promove Mariano a chefe dos garimpeiros. “Eu sou chefe, mas também sou amigo de vocês. Aqui não tem mais injustiça. Só amizade. Boa sorte pra mim e pra vocês, meus amigos, vamo achar muita esmeralda, que quanto mais achar, mais a gente ganha!”, discursa ele.

Lívia conta sobre gravidez

Mariano procura Lívia (Grazi Massafera). “Lívia. Fui acertar minha vida pra poder te encontrar. Morri de saudades. Quando tava entre a vida e a morte, só pensava em você. Que não ia mais te ver”, diz ele. Lívia dá a notícia que está grávida dele. “Pensei que já não podia, mas aconteceu um milagre! Eu vou ter um filho teu”, fala ela, deixando o rapaz radiante.

Grife de Beth é lançada

Desfile da grife de Beth (Gloria Pires) é um sucesso e ela fica feliz com a surpresa de Clara e Renan (Marcello Novaes). A ex-BBB Gleice, Ana Furtado e Fernanda Motta aparecem no evento.

Foto reprodução

Retorno de “Clarick”

Clara e Patrick se reconciliam e têm sua primeira noite de amor. Ele a pede em casamento e ela aceita.

Caetana morre

Mercedes (Fernanda Montenegro) abençoa Caetana, que morre. “Parte, Caetana, parte em paz. Essa música é o sinal que Eles vão te acolher. Me espera Caetana, um dia todos nós vamos nos encontrar. Na Eternidade”, fala.

Estela visita a mãe

Estela (Juliana Caldas) e Amaro (Pedro Carvalho) visitam Sophia no hospício. “Só vocês vêm me visitar. Só vocês. Estela. Entre meus filhos, você é quem eu mais amo!”, fala a vilã.

Mercedes abençoa Cleo

Mercedes diz a Cleo (Giovana Cordeiro) que está em paz porque sabe que ela vai tomar o seu lugar. “Vou te ensinar tudo que sei”, sorri ela. Depois, a menina diz a Xodó (Anderson Tomazini) que tem medo de não conseguir. “Nunca vou ser como minha vó”, fala Cleo. “Vai ser, Cleo. Cê tem o DOM. Eu vou tar do teu lado, pra te ajudar. Eu vou ser teu alicerce”, responde ele.

Josafá quer Mercedes como mulher

Josafá (Lima Duarte) fala para Mercedes que quer ela seja sua mulher de verdade. “Mercedes, nos últimos tempos eu sinto uma seiva dentro de mim. Uma força. Eu quero que cê seja minha mulher de verdade. Eu quero te beijar”, fala ele. “Também quero ser tua mulher de verdade. Eu te amo, Josafá”, responde a vidente.

Gael se muda para o Rio

Gael (Sergio Guizé) se despede de Clara e Tomaz (Vitor Figueiredo) e diz que vai tocar a vida no Rio. “Gael, você é pai do meu filho! Sempre estará no meu coração. Mas o amor que sinto pelo Patrick é o amor de hoje. É ele que eu amo para viver junto pelo resto da vida. Eu amo o Patrick, Gael. Vou casar com ele. Mas você terá um lugar aqui, dentro de mim! Já disse tantas vezes. E sempre será bem-vindo em nossa casa”, diz ela. “Mas eu não quero ver vocês casando. Desculpa. Vou pro Rio de Janeiro. Refazer minha vida”, responde Gael.

Ex-agressor ajuda mulher agredida

No Rio, Gael quase atropela Taís (Vanessa Giácomo), que está fugindo do marido. Ela conta que foi agredida. Gael defende a mulher e também revela o seu passado com Clara. Pinta um clima e os dois acabam se beijando.

Casamento de Clara e Patrick

Clara e Patrik se casam com a presença de quase todo o elenco. Depois de sofrer muito em “O outro lado do paraíso”, Laura (Bella Piero) termina a novela grávida de Rafael (Igor Angelkorte). A jovem aparece barriguda ao lado do marido durante o casamento. Lívia também mostra a barriguinha com o garimpeiro.

Tomaz chama Clara de mãe

Clara e Patrick se declaram um ao outro no Jalapão e Tomaz chama Clara de mãe pela primeira vez. “Eu esperei até meu coração sentir vontade de dizer que cê é minha mãe. Agora eu tou sentindo de verdade. Eu te amo, mãe. Mãe!”, diz.

Mercedes deixa mensagem

Entre imagens do Jalapão, Mercedes narra uma mensagem enigmática. “Esta é a história de Clara. É uma das muitas histórias que acontecem no Jalapão, no Tocantins. O Tocantins! Quando o mundo acabar, só restará o Tocantins! Eu ou minha neta, estaremos esperando com alimentos, água, roupas, sementes para plantar, livros para estudar, tudo que já estoquei durante a vida toda. É minha misão. Surgirá uma nova civilização, sem guerras ou ódio. Baseada no amor e na fraternidade. Entretanto, até lá, no passado, no presente, no futuro, as pessoas, eu, você, nós, continuaremos a eterna luta entre a luz e a escuridão. Mas, seja pelo sofrimento ou pela dor, pela alegria ou pelo amor, todos um dia encontrarão a Luz Maior”.

....

COMPARTILHAR