Salvador: Caça a mijões e sujões multa 21 no primeiro dia fiscalização

RTEmagicC_mijoes.jpgÀs 6h, quando a gari Nadir Alves dos Santos chega ao seu posto de trabalho, nas proximidades da Basílica de São Bento, no Centro, ela leva 40 minutos para varrer e recolher todo o lixo das calçadas e pista do trecho de cerca de 100 metros que separa a igreja da Praça Castro Alves. E quando Nadir retorna ao ponto inicial do seu percurso, a rua está coberta praticamente pela mesma sujeira de antes.

“É terrível! O pessoal passa jogando papéis de lanche, guardanapos, copos e latinhas, mesmo quando veem a gente limpando”, conta Nadir. “Se chamamos a atenção, alguns até saem do sério, como um rapaz que me olhou e disse: ‘você ganha para limpar a rua’”, relatou a gari, que trabalha na limpeza daquele trecho há 18 anos.

Foi nessa área que a Limpurb iniciou nesta quarta-feira (28) a ação de multa aos sujões, baseada em decreto sancionado ano passado que pune quem jogar lixo ou urinar na rua. Segundo o órgão, a operação, realizada por seis duplas de fiscais na Avenida Sete de Setembro, Rua Carlos Gomes, Avenida Joana Angélica, Pelourinho e Comércio, multou 21 pessoas — 20 por descartar lixo em local inapropriado (infração leve, com multa de R$ 67,23) e um homem por urinar na rua (infração gravíssima, com multa de R$ 1.008,45). Hoje os fiscais da Limburb farão fiscalizações em ruas da Barra e Ondina.

Operação
A fiscalização começou às 9h. A primeira notificação foi em frente ao Sindicato dos Bancários, quando, em meio ao protesto do Dia Nacional da Luta, o militante Valdívio Pinto de Sá jogou uma bituca de cigarro na rua. Ele foi abordado por dois fiscais que iniciaram a notificação. “Eu concordo com a ação educativa”, disse Valdívio. No entanto, ele alegou estar sem documento. E escapou.

Fonte: Correio 24 Horas