Salvador: Manifestantes e policiais entraram em confronto no Dique e em Nazaré

    protesto19Os manifestantes organizados pelo Movimento Passe Livre que saíram do Campo Grande furaram a barreira da Tropa de Choque no Dique do Tororó e entram em confronto com a polícia. Os manifestantes tentavam seguir para a Arena Fonte Nova, onde acontece o jogo Nigéria e Uruguai, na noite desta quinta-feira (20).

    O clima estava inicialmente tranquilo na região do Dique, mas bombas de gás lacrimogêneo começaram a ser jogadas pela polícia por volta de 16h50 para conter os manifestantes. Em resposta, foram jogadas pedras contra a polícia. Também há relatos de disparos de balas de borracha e pessoas feridas. Os manifestantes alegam que não tentaram furar o bloqueio e que a polícia partiu para cima lançando bombas.

    BOMBASDEGASDois ônibus foram incendiados na avenida Centenário, antes do túnel Teodoro Sampaio, e na avenida Leovigildo Filgueiras, no Garcia. Os manifestantes também colocaram fogo em entulhos.

    Além da Tropa de Choque, policiais da Cavalaria da PM e da Centro de Operações Especiais da Polícia Civil (Coe) estão na região.

    Em frente ao Colégio Central, a Polícia Militar também conteve manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo. As pessoas ficaram assustadas e começaram a correr. Alguns passam mal com o cheiro forte do gás.

    protesto20Moradores da região da Praça da Piedade tentaram ajudar os manifestantes dando vinagre e água para aliviar o incômodo provocado pelo gás. O vinagre, no entanto, deve ser evitado, pois, de acordo com especialistas, não é a melhor solução para evitar os transtornos. O produto pode, inclusive, piorar a situação.

    Também há registro de vandalismo na manifestação em Nazaré: um grupo pichou paredes e quebrou janelas de um ônibus. Diversos pontos de ônibus foram destruídos. Manifestantes montaram uma barreira de fogo em frente à Igreja de Santo Antônio da Mouraria para impedir o avanço da polícia no sentido Campo Grande.

    As informações e fotos são do Correio