Salvador – Petistas justificam votos a favor de ACM Neto

Moises_Rocha_biquinho_RV_Bocao_News(1)Em meio às polêmicas que envolvem a votação do projeto sobre a cobrança do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) em Salvador, o site Bocão News apurou que cinco petistas fazem parte dos planos da bancada do prefeito ACM Neto para a aprovação da matéria. Entre os oposicionistas que estão na lista, Moisés Rocha e Luiz Carlos Suíca confirmaram que realmente votarão pela aprovação da matéria.

Segundo o vereador, foi feito um acordo com o líder da bancada do governo, Joceval Rodrigues (PPS) e o prefeito ACM Neto para viabilizar a inserção de uma proposta que modifica a cobrança do imposto nos clubes sociais.

De acordo com a proposta, os clubes que oferecerem 800 horas anuais de atividade para a comunidade, teriam direito a 20 % de desconto no IPTU. O que oferecesse 1000 horas obteriam 30%, e a partir 1500 horas receberiam 50%.

Segundo Moisés Rocha, a proposta foi acatada pelo prefeito, mas foi reformulada. Todos os clubes que disponibilizarem 800 horas anuais, equivalentes a 14 semanais, terão desconto de 50%.

“Reconheço que há a necessidade de ampliar as discussões dos projetos oriundos do Poder Executivo. Mas a gente sabe que a base da bancada do governo tem a maioria para aprová-los. Neste sentido, temos que aproveitar os espaços para aperfeiçoar os projetos de forma a ajudar a população”, justificou Moisés Rocha.

Já o vereador Luiz Carlos Suíca alegou que vai seguir a indicação dos trabalhadores da limpeza, que na opinião do petista, serão beneficiados pelo projeto.

“A defesa da minha categoria sempre pautou o meu mandato e os trabalhadores mais pobres, os garis, terão isenção do imposto. Esse projeto favorece os trabalhadores e o que mais precisam”, argumentou Suíca.

Além dos dois citados, J. Carlos Filho, Arnando Lessa e Henrique Carballal, todos do PT, também deverão votar a favor do IPTU. Segundo Moisés Rocha, Carballal (PT) é o responsável por fazer a ponte entre as propostas do grupo e o prefeito ACM Neto.

A ideia, ainda segundo Moisés Rocha, é que o grupo consiga emplacar “mais duas ou três propostas à reforma tributária”.

Bocão News