Santaluz: MST faz caminhada e protesta contra operação da PF que fechou garimpos

DSC006871O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fez nesta sexta-feira (29) uma caminhada pelas principais ruas do centro de Santaluz. De acordo com os organizadores, a mobilização ocorreu em protesto contra a operação “Santaluz1”, desencadeada no dia 21 de novembro pela Polícia Federal que ocasionou no fechamento de dois garimpos ilegais, que funcionavam nas fazendas Careta e Dois Irmãos, localizadas no povoado de Serra Branca, zona rural do Município de Santaluz.

Acompanhados pela Polícia Militar, os sem-terra partiram da Avenida Castro Alves e seguiram pela BA-120, até chegarem à Praça dos Quiosques, onde fizeram um ato para convocar a comunidade luzense a participar de uma Audiência Pública que ocorrerá no dia 11 de dezembro, na Câmara Municipal de Santaluz, para debater o assunto e buscar alternativas para a regulamentação das atividades nos garimpos da região. A Audiência deve contar com a presença de representantes dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário do município de Santaluz; representantes das polícias Militar e Civil; representantes dos garimpeiros e do MST; representantes do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), entre outros.

Informações e Foto do site Notícias de Santaluz