Seca: Mais três barragens serão construídas na região da Chapada Diamantina

    image_previewO secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, anunciou três novos projetos de barramentos, que beneficiarão a população dos territórios de identidade Chapada Diamantina e Piemonte do Paraguaçu. A construção das barragens de Baraúnas, Campinhos e do Rio Cachoeirinha foi informada durante a quinta reunião itinerante do Comitê Estadual para Ações de Convivência com a Seca, nesta terça-feira (5), no município de Itaberaba.

    O investimento na barragem de Baraúnas soma R$ 45 milhões, beneficiando cerca de 60 mil pessoas no município de Seabra. A previsão de conclusão do projeto é em abril deste ano. A barragem de Campinhos beneficiará 10 mil pessoas em Abaíra e Mucugê. O projeto tem previsão de conclusão em agosto de 2013 e o investimento será na ordem de R$ 24,4 milhões. Já a barragem do Rio Cachoeirinha, terá um investimento de R$ 9,17 milhões, com finalização do projeto prevista para setembro. Ela beneficiará cerca de 10 mil pessoas na cidade de Wagner.

    Segundo o secretário Rui Costa, estas obras serão de grande valia para o abastecimento de água desta região em longo prazo. “Não combatemos a seca, pois não se combate a natureza e suas condições climáticas. Falamos, sim, em convivência com a seca e traçamos estratégias, realizamos obras estruturantes, que permitam às pessoas terem uma vida melhor, apesar da estiagem, que é inevitável. Essa é a nossa prioridade”, explicou Rui.

    Participaram do encontro também o secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles, membros do Comitê Estadual para Ações de Convivência com a Seca e 31, dos 37 prefeitos de municípios dos territórios de identidade Chapada Diamantina e Piemonte do Paraguaçu.

    Poços

    O número de poços já perfurados na Chapada Diamantina atinge 315 e mais 72 ainda serão perfurados. No Piemonte do Paraguaçu, são 69 poços perfurados e 51 a perfurar. De acordo com Rui Costa, foi solicitado aos prefeitos que enviem mapeamento desses poços. “Peço que listem os poços que ainda precisam ser implantados e, contanto que não sejam para uso privado, instalaremos todos”, declarou.

    Foto: Elói Corrêa/GOVBA