Sem ofertas, Pato não quer voltar ao Timão, mas e recusa “emergentes”; saiba mais

121221-6692137154Alexandre Pato tem menos de um mês para convencer algum clube europeu a gastar, no mínimo, € 15 milhões (R$ 63,9 milhões) para contratá-lo. Ou então, terá de fazer algo que não quer: voltar ao Corinthians. Sem propostas até o momento, o atacante já avisou ao Timão e a seu representante que não aceitará ofertas da Ásia e do Oriente Médio.

Ao lado do empresário Gilmar Veloz, o jogador viajou à Europa no último dia 8 de dezembro para encontrar Kia Joorabchian. O agente iraniano, ex-gestor da parceria entre MSI e Corinthians, foi acionado pelo clube para ajudar na captação de propostas no Velho Continente. De concreto até agora, nada.

Pato confidenciou a pessoas próximas que não gostaria de atuar novamente pelo Corinthians. O jogador acredita que terá de enfrentar um clima hostil da torcida e não sabe como será a recepção dos companheiros. Ainda há divergências com alguns jogadores do elenco em virtude do pênalti perdido diante do Grêmio, na Copa do Brasil de 2013. Guerrero e Sheik, que lideravam o grupo dos insatisfeitos, já saíram.

Coube ao técnico Tite esfriar o clima nas últimas semanas. O treinador vem elogiando Pato em todas as entrevistas e diz contar com atacante, caso ele não seja negociado. O jogador foi bem em 2015 atuando pelo lado esquerdo do ataque do São Paulo, função exercida no Corinthians por Malcom. É exatamente nessa posição que o treinador pretende utilizar Pato.

Jogador e dirigentes vão esperar até o último momento para decidir o que fazer. Se não tiver propostas, Pato terá de se apresentar no CT Joaquim Grava no dia 6 de janeiro, data do reinício dos treinos. A presença dele na Florida Cup, torneio amistoso que o Timão disputará nos Estados Unidos, durante a pré-temporada, é incerta.

Kia ainda tenta encontrar um clube na Europa, preferencialmente, na Inglaterra. Nenhum dos gigantes do país se animou com o jogador. O Liverpool, um dos mais cotados, já descartou. Restaram equipes de menor expressão. A imprensa espanhola também fala em um suposto interesse do Barcelona, sempre negado pelo Corinthians.

Pato, de 26 anos, trata a volta à Europa como primeira opção para tentar reconstruir sua carreira internacional. Ele não quer ouvir ofertas de mercados emergentes, como Ásia e Oriente Médio. O chinês Tianjian Quanjian, dirigido por Vanderlei Luxemburgo e que está prestes a contratar Jadson, estaria interessado.

O Timão também tem pressa para resolver o assunto de uma vez por todas. De preferência, antes da virada do ano. Dirigentes corintianos dizem que receberam inúmeras sondagens por Pato nas últimas semanas e estão esperançosos de que alguma oferta valiosa surja até o dia 31 de dezembro.

O clube pede € 25 milhões (R$ 106 milhões), mas o valor é negociável por conta da divisão dos direitos. O Alvinegro é dono de 60%. Se Pato abrir mão de seus 40%, a diretoria corintiana topa fechar o negócio até por € 15 milhões. Vale lembrar que, anteriormente, ela não conseguiu propostas de € 10 milhões (R$ 42 milhões).

Fonte: Globoesporte.com