Sistemas de abastecimento levam água para a população afetada pela seca na região norte

    image_previewEm parceria com a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), o Governo do Estado entregou nesta sexta-feira (22) dois sistemas de abastecimento de água nas cidades de Juazeiro e Curaçá, na região norte. A obra atende a comunidades rurais que enfrentam a seca e, apesar de viverem nas proximidades do Rio São Francisco, não tinham acesso à água.

    A solenidade de inauguração contou com a presença do governador Jaques Wagner e do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. Neste sábado (23) será a vez da zona rural do município de Glória, localizado também no Vale do São Francisco, receber um sistema de abastecimento. Ao todo foram investidos nos três sistemas R$ 45 milhões, beneficiando mais de 15 mil pessoas de 78 comunidades rurais da região.

    Em uma dessas comunidades, o Campo do Cavalo, em Juazeiro, vive dona Iraci. A agricultora, que tem mais de 60 anos, mora numa casa simples, com três netos, e durante toda a vida enfrentou dificuldade para conseguir água. “Desde que nasci a gente pegava água de balde e trazia na cabeça, isso quando tinha. Depois, vieram os carros-pipa, e a gente achava aquilo uma bênção. Agora, com essa água para todos é que vimos como é bom ter água em casa. Posso lavar as roupas, os pratos, dar banho nos meninos e tomar banho. É outra vida, outra saúde”.

    O vizinho de Dona Iraci, seu Josemar Ferreira, prevê tempos de crescimento para a comunidade. “Antes as pessoas saíam daqui para a cidade. A terra ficava escanteada, esquecida, ninguém tinha interesse por nossa comunidade. Agora, nós estamos atraindo as pessoas, os que já estão não querem mais sair e outros já mostram interesse em vir pra cá. A terra é boa, só faltava água”.

    Obra estruturante

    O governador Jaques Wagner destacou que essas ações fazem parte do esforço do Estado para minimizar os efeito da seca e garantir água de qualidade às populações afetadas por longas estiagens. “Essa já é a seca mais dura dos últimos 60 anos no Nordeste. Torcemos para que ela acabe, mas não podemos ficar parados. Essa obra, por exemplo, é estruturante e vai garantir para sempre a solução do problema de abastecimento humano para essa população”.

    Ele também destacou que uma série de outras ações vem ajudando a população que vive no semiárido a conviver com a seca. “Já fizemos adutoras e estamos fazendo mais. Colocamos carros-pipa para levar água, distribuímos ração para animais e cesta básica para as famílias, ampliamos o prazo do Garantia Safra, prorrogamos o prazo de financiamento para agricultores, enfim, uma série de ações que não para, buscando reduzir o sofrimento dessa gente”.

    Depois das inaugurações, o governador e o ministro seguiram para Brasília, onde se reúnem com a presidente Dilma para discutir novas ações de enfrentamento à seca. “Em breve, vamos anunciar novas intervenções na parceria entre a Bahia e o governo federal, que vão resolver o problema de outras comunidades. Isso é um compromisso da presidenta e hoje vamos discutir algumas dessas ações”, afirmou Bezerra.