Souto compara 37 mil baianos mortos pela violência com “holocausto”

10676324_293529054176428_4313547207370614120_nO candidato do DEM ao governo do estado, Paulo Souto, afirmou que irá tomar medidas firmes contra “o holocausto de mais de 37 mil baianos assassinados durante o governo do PT”, durante comício em Tanhaçu, na Chapada Diamantina. “Paulo Souto propôs ainda promover a integração das polícias com a formação de forças-tarefas no combate ao crime organizado, tráfico de drogas, grupos de extermínio e assalto a bancos. Além de investir em inteligência, tecnologia, ele também vai ampliar o programa de prevenção e contenção da violência e fortalecer os serviços policiais nas delegacias de bairros populosos e nas cidades com mais de 100 mil habitantes, aumentando também os investimentos nos serviços de inteligência e tecnologia. A situação da segurança pública na Bahia é tão grave que, se eleito, vou trabalhar desde o primeiro dia, com muita determinação, para reverter os índices epidêmicos da violência, que se alastrou por todo o estado na gestão petista”, garantiu Souto. Entre as medidas a serem adotadas, o candidato a governador pretende alterar imediatamente a distribuição territorial dos policiais, levando em consideração o mapa criminal de cada localidade.