Suspeito de matar ex-marido de Nara Costa morre em troca de tiros com a PM

    naraosta_01Um jovem acusado de envolvimento na morte do capitão da Polícia Militar Anativo Manuel da Conceição Neto, em maio deste ano, foi morto durante uma troca de tiros na Região Metropolitana de Salvador. De acordo com a Delegacia de Santo Amaro, Carlos Henrique Ferreira Santos, 20 anos, mais conhecido como Caíque, estava sendo procurado pela polícia após adolescente que confessou participação no crime confirmar que o rapaz estava envolvido no assalto que matou o capitão.

    Caíque resistiu à uma abordagem e trocou tiros com a 20ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Santo Amaro) na localidade de Ponto do Carvão, no início da tarde desta terça-feira (27). Ele também estava sendo investigado por prática de assaltos e vendas de drogas.

    Junto com Caíque, a PM também encontrou duas trouxas grandes e 15 pequenas de cocaína, 14 pedrinhas de crack e sete porções grandes e duas pequenas de maconha, além de uma pistola calibre 38 e munição. O corpo do jovem foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Santo Amaro, onde deve passar por uma perícia antes de ser liberado para o sepultamento.

    RTEmagicC_assalto_sandeiro_maridodenara.jpgRelembre o caso
    Morador do bairro de Canabrava, o capitão Anativo era ex-marido da cantora de arrocha Nara Costa, além de ser subcomandante da 2ª Companhia Independente da PM (Barbalho). Ele foi assassinado durante um assalto enquanto esperava para ser atendido em um lava a jato na Baixinha do Santo Antônio. As chaves do carro dele, um Renault Sandero (placa NTL-8692), foram levadas pelo autor dos disparos. Além de Caíque, mais outros dois rapazes também participaram do crime – Lucas Soares Santos, 18 anos, e um adolescente de 17 anos. Ambos se apresentaram à policia ainda em maio.

    Um dos advogados de Lucas Soares contou à imprensa que ele diz ter atirado sem intenção de matar. Ele confessou que abordou o capitão para roubar o carro dele, mas, quando este reagiu, acabou atirando. Depois de atirar, Lucas e o adolescente, que o esperava na esquina, correram em direção à San Martin, onde se separaram.

    O adolescente ficou com a arma e Lucas foi para a casa da namorada, com quem havia combinado de ir ao cinema assistir um filme. Ao chegar lá, ele contou tudo para a jovem, que então se recusou a sair com ele, muito assustada. Lucas cursava o segundo ano do Ensino Médio em um colégio da rede estadual na Liberdade. Ele inclusive estava de farda escolar no momento do crime.

    O enterro do capitão da PM ficou lotado por militares de vários batalhões, familiares e amigos. A mãe, muito abalada, precisou ser amparada por parentes, também muito emocionados. “Perdi um filho, um grande amigo, um grande colega, um grande policial. Perdi um homem que era o meu orgulho”, disse o pai do PM, Anativo Manoel da Conceição Filho, que trabalha como policial Civil.

    A cantora Nara Costa, que foi casada com o PM, também esteve no enterro. O casal estava separado há 3 meses e tinha uma filha de 4 anos. “Mesmo estando separados, a gente tinha uma amizade, a gente se falava sempre. Não sei lhe explicar qual é a dor que eu hoje estou sentindo”, disse Nara à TV Bahia. Eles tinham uma filha de 4 anos. O capitão ainda tinha uma filha de 8 anos, fruto de outro casamento.  (As informações são do Correio)