Terceirizados do Governo cobram salários atrasados na Secretaria de Administração

terceirizados_sec_educacao_ft-gilbertoJr-bocaonews_210314 (11)Trabalhadores terceirizados pela Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb) paralisaram as atividades nesta quinta-feira (20) e fazem uma manifestação em frente à Secretaria de Educação na tarde desta sexta-feira (21). Funcionários da limpeza e merendeiras reclamam de atraso nos salários.

Os salários estão atrasados desde o mês de janeiro. Porém, a secretaria informou que o vencimento de janeiro já foi pago e o de fevereiro será regularizado. A empresa Delta já foi acionada para regularizar a situação e efetuar o pagamento até esta sexta-feira (21), mas ainda não foi formalizado.

De acordo com o sindicalista Carlos Alberto dos Santos, outras 18 empresas estão sem pagar os funcionários. Elas já teriam recebido os recursos e não realizaram os pagamentos

terceirizados_sec_educacao_ft-gilbertoJr-bocaonews_210314 (20)Mais cedo, os manifestantes se concentraram em frente à Secretaria da Administração da Bahia, e já se encontram dentro do prédio da SEC. O diretor geral, Wilton Teixeira Cunha, está reunido com representantes da categoria.

Entre os colégios sem aulas estão o Evaristo da Veiga, na Avenida Anita Garibaldi; Hildete Lomanto, no Garcia; Odorico Tavares, na Vitória e Manoel Novaes, no Canela.

Cerca de 40 mil pessoas trabalham com serviço terceirizado para o Estado. Dentre as principais empresas em dívida com os funcionários estão a Delta Serviços e a Montal Serviços de Limpeza e Conservação, principalmente os trabalhadores com a limpeza e vigilância.

Lei anticalote

Em janeiro deste ano, a Lei Anticalote foi aprovada. Com ela, garante-se a criação de uma conta vinculada ao governo do estado para o pagamento de férias, 13º salário, rescisão e multa do FGTS por dispensa sem justa causa. A conta será vinculada ao estado que autorizará a utilização dos recursos pelos empresários. (Fonte: Bocão News)