Terror em Feira de Santana – 28 pessoas foram mortas no primeiro dia de greve da PM

32665-3De acordo com números da imprensa, 28 pessoas foram mortas no primeiro dia de greve da policia militar. Os números oficiais ainda não foram confirmados pela  Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Feira de Santana.

Vários homicídios e dois autos de resistência (morte em confronto com a polícia) foram confirmados nesta quarta-feira (16), em Feira de Santana, após a deflagração da greve da Polícia Militar na Bahia.

Entre as vítimas está o policial militar Tiago Maciel, de 35 anos, que trabalhava como fisioterapeuta no programa de Ecoterapia da corporação.

A vítima estava indo fazer um atendimento, acompanhado de uma policial militar, quando quatro homens, que estavam em um veículo Vectra preto, o reconheceram como policial e deflagraram vários tiros. Tiago Maciel ainda foi socorrido para o hospital Emec, mas já chegou ao local sem vida.

José Falcão

Outra vítima de homicídio, Israel Barbosa dos Santos foi assassinado no interior de um carro na Avenida José Falcão. Segundo informações, ele estava fazendo o transporte irregular de passageiros, conhecido como Ligeirinho, em um veículo Celta, quando foi alvejado. A autoria dos disparos é desconhecida.

57009-3Barroquinha

Um homem identificado por parentes como Carlos Alberto de Souza Filho, 29 anos, foi assassinado a tiros na manhã de hoje na Rua Hamilton Cohim, no bairro Barroquinha, em Feira de Santana. Ele era morador da Rua Cordeiro, bairro Jardim Santana.

De acordo com testemunhas, a vítima tentou assaltar um homem que estava dentro de um veículo, quando dois homens armados viram a ação e tentaram impedir o suspeito de praticar o crime. Houve troca de tiros, e o acusado foi alvejado.

Centro da cidade

Foi alvejado com vários tiros por volta de 11h desta quarta-feira (16), no cruzamento da Rua Carlos Valadares com a São José, centro da cidade, Edvan Araújo Henrique, de 25 anos. De acordo com o delegado João Rodrigo Uzzum, da Delegacia de Homicídios, há informações de que ele estava em uma moto em companhia de um comparsa.

57002-3A suspeita é de que juntos eles estavam tentando praticar assaltos, quando um homem de identidade não revelada sacou uma arma e deflagrou tiros contra os dois.

O comparsa de Edvan, que ainda não foi identificado, também foi baleado e morreu momentos depois após, mesmo ferido, seguir com o veículo em direção ao bairro Baraúna. “Tudo indica ter sido um duplo homicídio, mas vamos concluir as investigações. O segundo cadáver estava próximo e foi isolado, então vamos aguardar para poder chegar a uma conclusão definitiva”, informou o delegado.

Sobradinho

Um homem foi assassinado na Avenida de Canal, no bairro Sobradinho. Ele não portava documento de identidade e ainda não foi identificado. Não há outros detalhes sobre este crime.

Rua Nova

Foi assassinado Adinailton Carvalho dos Santos, 21 anos, que morava na Rua Menino Jesus, no Loteamento Monte Pascoal. O crime aconteceu na Rua Montes Claros, no bairro Rua Nova.

Autos de resistência na Matinha

Dois homens ainda sem identificação morreram em troca de tiros com uma guarnição do Pelotão de Cavalaria, sob o comando do tenente Sardinha. O auto de resistência (morte em confronto com a polícia) ocorreu no povoado Mantiba, distrito Matinha.

De acordo com o tenente Sardinha, a guarnição estava realizando rondas pela localidade quando avistou dois homens em atitude suspeita em um veículo Gol preto. Ao perceberem a presença da polícia, a dupla fugiu, batendo, em seguida, em uma cerca. Os suspeitos, então, correram para o matagal deflagrando tiros contra a polícia. O tenente informou ainda que enquanto ocorria a troca de tiros outros dois suspeitos chegaram por trás da viatura em uma motocicleta e também atiraram contra os pms. “A guarnição se protegeu, houve o revide e os elementos foram atingidos”, contou.

Agrovila

Lucas Santana Lopes, 19 anos, foi assassinado com vários tiros, na Rua A, na Agrovila, bairro Mangabeira. Cerca de dez homens em dois carros efetuaram os disparos e além de Lucas, cinco pessoas foram baleadas.

Eucaliptos

João Paulo Lapa de Oliveira foi assassinado na Rua Potiguá, no bairro Eucaliptos. Quatro homens em um veículo não identificado efetuaram os disparos.

Jomafa (Senador Quintino)

Morte confirmada.

Com informações e fotos de Aldo Matos, Ed Santos e Ney Silva do Acorda Cidade.