Tiros e morte em “Verdades”: veja o que vai ocorrer no último capítulo que vai ao ar hoje

RTEmagicC_95cb8badbd.jpgAos 17 anos, Angel (Camila Queiroz), a protagonista de Verdades Secretas, novela da  Globo/TV Bahia, já se prostituiu, enganou o namorado Guilherme (Gabriel Leone) e, depois de tudo, passou a trair a própria mãe, Carolina (Drica Moraes), transando com o padrasto, Alex (Rodrigo Lombardi). Após tantos erros, ela ainda deve perder a mãe em uma tragédia.

O final mais provável é que Carolina cometa suicídio depois de flagrar a filha e o marido na cama, cena que foi ar ao no penúltimo capítulo, na quinta-feira (24). Ainda assim, a modelo terá a chance de um final menos dramático, hoje, no capítulo que encerra Verdades Secretas. A mocinha controversa deve escolher com quem quer ficar: Alex ou Guilherme.

Duas cenas de casamento foram gravadas pela Globo, que está fazendo de tudo para manter o desfecho da trama em segredo. “Eu não tenho uma torcida, acho que ela tem de ser feliz da maneira que for. É bom lembrar sempre de que a Angel é uma menina de 17 anos que praticamente já estragou a vida. Quero que ela seja feliz, independentemente do que signifique isso. A morte pode ser felicidade para ela, por exemplo. O que ela merece é um recomeço na vida”, defende a atriz Camila Queiroz.

O que rolou no capítulo de ontem, e os desfechos dos personagens
O clima foi tenso no penúltimo capítulo de Verdades Secretas. Larissa (Grazi Massafera) finalmente começou a lutar pela sua vida. A loira surpreendeu o público e decidiu deixar a cracolândia, buscando se afastar do vício.

Já Fábia (Eva Wilma) e Anthony (Reynaldo Gianecchini) tiveram uma cena carregada de emoção, quando ele disse que ia deixar o Brasil. A despedida e o sofrimento da isolada Eva, com direito a lágrimas, emocionou a todos.

Eziel (Felipe Hintze) superou a paixão não correspondida por Angel e encontrou um novo amor em Nina (Bella Piero). Já Giovanna (Agatha Moreira), determinada em destruir o casamento do pai, soltou uma bomba na vida de Carolina. A modelo revelou que a filha dela estava tendo um caso com Alex desde antes do casamento. Sem piedade, Agatha ainda jogou na cara da madrasta: “você é burra!”.

Transtornada, Carolina foi às pressas para casa e acabou flagrando Angel e Alex no ato. O capítulo dessa noite começa mostrando que Carolina atirou em Alex, mas acabou acertando o abajur que estava perto do casal de amantes. Durante a confusão, Carolina sai, escreve um bilhete e comete suicídio.

Na cena seguinte, Alex fica sempre observando a enteada durante o enterro de Carolina, porque Gui leva Angel para casa da avó após a cerimônia. A adolescente acaba indo morar no interior com o pai e sua família, e a modelo só retorna para São Paulo, com Alex, com a morte da avó.

É nesse momento que ela rouba a arma que era do seu avô. A novela vai terminar com Angel em um helicóptero após a cena do casamento.  O que acontece nesse meio tempo na trama do personagens principais foi mantido em absoluto sigilo, com gravações de diversas cenas e finais alternativos.

A morte da modelo Lyris (Jéssica Córes) deve complicar a situação de Fanny (Marieta Severo), que agência modelos na trama. Ao confessar à polícia que esfaqueou a noiva por ciúme, depois de saber que ela fazia book rosa, Edgard (Pedro Gabriel Tonini) acabará revelando a existência do negócio ilícito de Fanny, o que poderá levá-la à prisão.

Quem deve ganhar uma nova chance é a mãe alcoólatra de Anthony (Reynaldo Gianecchini), Fábia (Eva Wilma). Ela foi internada em uma casa de repouso e tem a chance de melhorar e fazer novos amigos. Bruno (João Vitor Silva), que quase morreu em uma overdose, também escolheu a reabilitação.

Na pele de Larissa, a modelo viciada em crack, Grazi Massafera conquistou público e crítica. E a moça deve ganhar um final feliz. Acolhida por um missionário após sofrer um estupro coletivo, ela deve se redimir por meio da religião.

Considerada o maior sucesso da Globo no ano, Verdades Secretas, de Walcyr Carrasco com direção de Mauro Mendonça Filho, chegou a marcar, no início desta semana, 27 pontos no Ibope (cada um equivale a 67 mil domicílios na Grande SP), um número raro para a faixa das 23h. Para especialistas, o fenômeno pode ser explicado por ter contado uma boa história em um horário que permite polêmicas.