Torcedora de 103 anos tem pedido para Tite no Corinthians

img-20160608-wa0012Dona Ida conta, com bom humor, que quer entrar no Livro dos Recordes por ser a torcedora mais antiga do Corinthians ainda viva. Ela completou 103 anos de idade no último dia 2. Quando nasceu, em 1913, o Timão, de 1910, ainda era bem novinho. E ela garante que entrou para o “bando de loucos” ainda menina. Ao assoprar as velas no aniversário, fez um pedido especial para o técnico Tite.

– Queria que ele fosse eterno no Corinthians, é um vencedor – conta Ida.

Moradora de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, Ida Russi explica como começou sua paixão pelo Corinthians.

– Eu era novinha. Todos em casa torciam para o clube, aí comecei a gostar e decidi torcer também. Ouvia os jogos pelo rádio. Era muito bom. Agora, vejo todos pela TV, não perco um. Só quem é corintiano sabe contar como é isso –

Dona Ida tem três filhos, oito netos e sete bisnetos. Um de seus netos é Ednei Russi, que é são-paulino. Ele fala da paixão da avó pelo Timão.

– É algo que a faz muito bem. Ela torce, fica brava, corneta alguns jogadores, presta atenção no tempo da partida. São alguns detalhes que na idade dela é bem difícil. Para mim é emocionante e prazeroso vivenciar essa paixão que pra ela é quase uma religião – conta Ednei.

img-20160608-wa0013– Duas coisas que ela faz questão de fazer aos domingos: ir à missa pela manhã e assistir ao Corinthians à tarde – acrescentou o neto.

Dentre tantas partidas que já acompanhou, Ida destaca duas, ambas disputadas em 2012 e que marcam um capítulo importante na história do clube: Libertadores e Mundial de Clubes.

– Nesses jogos eu sofri muito. Vesti a mesma camisa para dar sorte. Mas ainda bem que o meu time venceu, senão seria muito triste – afirmou.

Ida nunca foi ao Pacaembu ou à Arena Corinthians para acompanhar os jogos. Tem medo de ir por conta da aglomeração. Mas cita o sonho de conhecer o estádio para sentir o clima da torcida.

– Nunca fui, é complicado ir. Tenho medo, tem muita gente lá. Mas deve ser um sonho.  (Globoesporte.com)