Tucano – Sindicalista acusa prefeito de perseguição

    DSCF28781O prefeito de Tucano com o intuito de melhorar sua imagem junto a mídia, concedeu três entrevistas num único dia, todas no último dia 12 de junho, sendo elas nas rádios Povo Rádio e Pombal FM no município de Ribeira do Pombal e na Tucano FM em Tucano .

    Não sabemos a razão, mais o tempo todo o nome do Sindicato ou dos seus diretores foi citado com frequência, sempre em tom de ameaça ou com acusações levianas, infundadas e tendenciosas.

    Desde a posse do prefeito o sindicato tem combatido incansavelmente as arbitrariedades cometidas pela a Administração e por isso tem sido alvo de perseguição dos seus diretores e assédio moral aos servidores, quando incentiva a desfiliação publicamente e orienta aos servidores a não procurar o seu sindicato de base.

    O sindicato, tanto quanto os seus filiados têm tido dificuldades em obter informações junto à prefeitura, pois temos enviado requerimentos e ofícios, buscando agendamentos ou requerendo informações, soluções ou serviços e passam se os dias, semanas e meses e os mesmos não têm sequer a responsabilidade nem a decência de responder, seja deferindo ou não.

    Em suas entrevistas o prefeito falou muito bem da saúde, mais o que vemos em Tucano é um sistema de saúde agonizando por falta de melhorias e pessoas chegando às unidades e voltando sem atendimento médico nos serviços de urgência e emergências, mais caso aqueles que acreditam que essas palavras não são verdadeiras, tente usar um desses serviços. O prefeito afirmou e repetiu diversas vezes que o sindicato e seus diretores tem tido comportamento de guerrilhas e que tem aliciado e induzido os servidores a fazer movimentos grevistas, ao tratar o pessoal do Sindsmut como guerrilheiros, ele apenas reforça o que a história mundial já nos conta, ao longo dos anos os guerrilheiros têm combatido os ditadores.

    É importante lembrar que desde o ano de 2007 quando essa equipe que administra o Sindicato assumiu a entidade, época em que houve o primeiro contato com o atual prefeito, sempre esteve em combate ativo contra as arbitrariedades administravas, na época com o apoio deste que hoje é o algoz dos servidores. E ainda, durante esse período nunca mudamos de opinião, lado, coloração política, atitudes. Diferentemente daqueles que de acordo com a conveniência estão sempre mudando.

    Outro ponto falado pelo gestor foi sobre algumas medidas tomadas por ele em relação à diretoria do Sindicato, falando que este que o escreve esses artigos se auto intitula como diretor de comunicação da entidade, em resposta gostaria de lembrar que existe um estatuto que diz a função de cada um dos membros e que basta procurar na própria Secretaria de Administração que o estatuto se encontra lá. Como políticos, seja partidários ou sindicais estamos sujeitos a críticas e elogios e temos que aprender a respeitar a liberdade de expressão e aceitar as críticas, mais geralmente pessoas com tendências ditatoriais não sabem o que significa liberdade de expressão, muito menos aceitam ser criticados e além de donos do poder são donos das verdades e não aceita uma negativa como resposta.

    Por: Adenilton Rocha de Oliveira - Diretor de Comunicação e Imprensa do SINDSMUT (Reprodução Gil Santos)