Uma pessoa morre e três ficam feridas após mais uma briga com ciganos na Bahia

1346170687805-revolver3Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas durante uma confusão envolvendo moradores da localidade de Barra Grande e um grupo de ciganos na noite desta terça-feira (27), na Ilha de Itaparica. Segundo a polícia, Diego Coelho Moreira, 23 anos, se desentendeu com o grupo durante uma festa que acontecia em um condomínio fechado conhecido como Rancho dos Ciganos.

Ainda de acordo com a polícia, após a briga, que aconteceu por volta das 20h, Diego foi perseguido e baleado por três ciganos. Ele foi atingido na perna e nas nádegas. Além dele, outras três pessoas que saíam de um culto em uma igreja foram atingidas pelos disparos.

Entre elas está a mãe de Diego, Rosana dos Santos Miranda, de 44 anos. Rosana foi atingida na coxa esquerda, tórax, braço direito e coluna. Ela foi socorrida para o Posto de Saúde de Barra Grande e depois transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Robenilda Santana Meireles foi atingida no abdômen e no calcanhar e também socorrida para o HGE. Reginaldo Cardoso dos Santos, ferido no tórax, foi levado para o Hospital Geral de Itaparica (HGI), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Diego está internado no mesmo hospital, mas não teve o estado de saúde divulgado. Na manhã desta quarta-feira (28), um grupo de moradores tentou fazer uma manifestação por conta do crime.

De acordo com o Batalhão da Polícia Rodoviária (BPRv), eles estavam se reunindo na BA-001, na altura do KM17, mas o grupo com cerca de dez pessoas dispersou após a chegada da viatura ao local. O trânsito na região flui normalmente, e uma viatura da Polícia Rodoviária faz o policiamento na área.

Na última segunda-feira (26), uma troca de tiros entre ciganos e moradores de uma comunidade quilombola zona rural da cidade de Riacho de Santana, no sudoeste da Bahia deixou quatro mortos.

Por: Portaldenoticias.net/Com informações do Correio24Horas