“Valorizando a Diversidade” Instituto Yamana lança projeto cultural em Cansanção

yamana

O Instituto Yamana de Desenvolvimento Socioambiental, em parceria com o Ministério da Cultura, dará início no mês de maio ao seu primeiro projeto cultural chamado “Valorizando a Diversidade” em Cansanção, Santa Luz, Jacobina, Barrocas, Teofilândia, Biritinga, Araci e Miguel Calmon, na Bahia, e Alto Horizonte, Nova Iguaçu, Campinorte, Pilar e Guarinos, em Goiás.

Em Cansanção o projeto conta com o apoio e suporte do Departamento Municipal de Cultura.

3a853952-a3f2-4040-99fb-c25280284916

O Instituto tem como missão realizar os investimentos socioambientais da Yamana no Brasil, promovendo o desenvolvimento sustentável das comunidades, através de iniciativas educacionais, sociais, ambientais, econômicas e culturais. Além, também da promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico.

O diretor do Instituto Yamana, Osvaldo Filho, explica que o “Valorizando a Diversidade” tem por objetivo valorizar e reconhecer o trabalho artístico existente nos municípios onde a Yamana atua.

“VALORIZANDO A DIVERSIDADE”

Pessoas de qualquer faixa etária com residência nas cidades envolvidas poderão participar por meio da inscrição de uma obra autoral e inédita em uma das categorias contempladas: música, fotografia e literatura, sob o tema “Valorizando a Diversidade”. A inscrição será online, pelo site do projeto, www.valorizandoadiversidade.com.br, e em totens disponibilizados pela Yamana, em locais centrais de cada cidade. As inscrições na Bahia terão início no dia 30 de maio e serão finalizadas no dia 12 de junho.

A seleção dos trabalhos será feita em duas etapas e um grupo curador, formado por dois especialistas de cada área e um representante da Yamana, será o responsável pela análise e escolha. Na primeira etapa, nível estadual, serão selecionados cinco trabalhos por categoria pelo Grupo Curador, e um trabalho por categoria será escolhido por indicação popular. A segunda etapa, nível nacional, contará com a participação de 12 selecionados por cada categoria, sendo seis por estado.

“Esse projeto vem ao encontro da nossa filosofia que é estimular a regionalização da produção cultural, promover o intercâmbio cultural e artístico entre os moradores dos municípios participantes e contribuir para o envolvimento das comunidades com o Instituto Yamana”, enfatiza Osvaldo.

“EXPOSIÇÃO INTINERANTE”

O projeto resultará na realização de uma Exposição Itinerante” pelos 13 municípios participantes com a apresentação dos 36 trabalhos finalistas, sendo 12 por categoria.
RECONHECIMENTO
O projeto “Valorizando a Diversidade” reconhecerá os 12 selecionados na primeira etapa, de cada categoria, com a entrega de uma placa e a inclusão da obra na “Exposição Itinerante”. Já na segunda etapa, haverá pagamento de cachê para os quatro trabalhos classificados por categoria: três classificados pelo Grupo Curador e um por votação popular. Os três primeiros classificados receberão R$5 mil, R$3 mil e R$1 mil, respectivamente, pelos trabalhos desenvolvidos. Já o quarto trabalho, indicado pelo voto popular, receberá R$1 mil.