Vaticano afastou 400 padres por conta da pedofilia

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.ncvTup0HHpO Vaticano comunicou neste sábado (18) que cerca de 400 padres foram afastados durante o pontificado do papa Bento XVI, antecessor de Francisco, devido às queixas de crianças abusadas sexualmente por clérigos. “Em 2012, foram cerca de 100, enquanto que em 2011 foram cerca de 300”, disse o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi. Em ação inédita, uma delegação do Vaticano deu, no início desta semana, respostas às Nações Unidas sobre o seu compromisso para acabar com os abusos sexuais de menores por padres diante da Comissão de Direitos da Criança, em Genebra. O papa Francisco afirmou na quinta-feira (16) que os católicos devem sentir “vergonha” pelos escândalos. Ainda assim, as associações que juntam as vítimas dizem que ainda há falta de transparência e que não foi feito o suficiente para denunciar os abusos à polícia. Informações da Agência Lusa.

....