Vergonha: Superfaturamento na Petrobras pode chegar a R$ 3 bilhões, diz TCU

PetrobrasO presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Augusto Nardes, afirmou nesta terça-feira (11) que as irregularidades encontradas até agora em obras da Petrobras somam R$ 3 bilhões. Mais da metade desse valor se refere a irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, que segundo investigação do tribunal levou a prejuízo estimado em US$ 792 milhões.

O montante também inclui empreendimentos como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e as refinarias Abreu e Lima; em Pernambuco; Duque de Caxias (Reduc), no Rio de Janeiro; e Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná. Segundo Nardes, o caso Petrobras é “o maior escândalo da história do TCU” dados os vultosos valores envolvidos.

Segundo Nardes, que está deixando a presidência do órgão em dezembro, ele pessoalmente avisou ao governo sobre os desvios apurados pelo órgão há alguns anos. Em 2010, o tribunal colocou as obras da Refinaria Abreu e Lima (PE) e Comperj (RJ) na lista de obras que não deveriam receber recursos federais por irregularidades. A medida foi endossada pelo Congresso Nacional, mas o ex-presidente Lula a vetou e determinou que as obras continuassem.

Nardes conclui, porém, que as investigações estão andamento e que, por isso, os valores podem mudar até o julgamento pelos ministros do Supremo Tribunal Federal. Há duas semanas, o presidente do TCU se reuniu com o presidente da corte, ministro Ricardo Lewandowski, e pediu agilidade no julgamento desses casos, que discutem o cumprimento da Lei de Licitações pela petroleira.