Vídeo mostra barraco entre esposa e amante. Você faria o mesmo pelo seu amado?

ddddAh o barraco… Ah esse mundo cheio de luxúria, shortinhos jeans, apliques de cabelo e muitos “tu vai dar em cima do meu marido você?”(Eu adoro como elas colocam os pronomes no início e o no final da frase). Essa coisa toda que nossa querida Valesca Popozuda representa!

A verdade é que muitas mulheres não perdoam o “vacilo” e se for preciso se estapeiam mesmo. Hoje, em um mundo onde é politicamente incorreto uma mulher chamar a outra de “vaca”, você pode ficar assustada com o vídeo que vamos mostrar. Mas a gente vai mostrar assim mesmo!

Bizarro? Pois é. Mas se uma mulher é amante de um homem a culpa é do homem, afinal, ninguém o obrigou a nada, não é? Ponto. Tudo bem que tem aquelas que, ainda que saibam que o seu marido ou namorado seja comprometido se jogam mesmo. Nesse caso você pode, sim, dar uma xingadinha. Poxa, ninguém é de ferro!

O ser humano é passional, há um bicho dentro da gente chamado ego e quando ele é ferido…Menina de Deus, sai de perto. Mas, convenhamos que partir para a briga física é o fim do mundo!

E o barraco, amigas, ele transita em todas as camadas sociais.

Agora, e se você estivesse no lugar da Vivian? Do caso mais famoso de traição da história da internet?

1234078_-video-mostra-barraco-entre-esposa-e-amante-voce-faria-o-mesmoNão conhece essa história? Do barraco de Sorocaba? Menina, então vem relembrar: Vivian é uma advogada do interior de São Paulo que descobre que sua melhor amiga, Juliana, está há anos tendo um caso com seu marido, o Cícero. Mas a bicha teve sangue frio, viu… Ela contratou um detetive, descobriu emails, se encheu de provas e esfregou tudo na cara de Juliana – que por sinal é uma sonsa! E no final deu umas palmadas na ex-amiga. Meigo.

Nesse caso eu aprovo os tabefes. Foi muita trairagem! Relembre!

Agora, vamos combinar, mulher briga por causa de cada tipo, né? Olha como o Cícero, o garanhão da história de Sorocaba era desprovido de beleza, repara!

A gente adora ver um barraco por causa de homem. Mas desde que seja a quilômetros de distância de nós. Quando acontece com a gente são quilômetros de tristeza dentro de um coração de centímetros… Dói e demora a passar. Fora as cicatrizes e a dificuldade de confiar em uma nova pessoa. É uma dor que nem as lembranças das vassouradas na cabeça da amante são capazes de amenizar.

Mas e você, já fez barraco por causa de homem? Faria?

Texto: Camilla Pacheco (Portal POP)