Wagner e Neto disputam visibilidade em Salvador, apesar de parceria

    IMAGEM_NOTICIA_5Apesar da boa convivência administrativa e de assumirem de forma conjunta grandes obras para Salvador, o governador Jaques Wagner (PT) e o prefeito da capital, ACM Neto (DEM), disputam visibilidade em meio às transformações que a cidade deve sofrer nos próximos meses. O presidente estadual do PT, Jonas Paulo, anuncia que as obras na capital são resultado “unicamente” da sensibilidade de Wagner e da presidente Dilma Rousseff. “É óbvio que grandes intervenções só são possíveis com a participação dos governos estadual e federal”, declarou. Já os aliados de ACM Neto tentam provar que a premissa não tem fundamento. “O eleitor vai olhar para o futuro e ver quem pode iniciar um novo ciclo para a Bahia”, disparou o secretário municipal de Transporte, José Carlos Aleluia, de olho em 2014. A ação institucional conjunta pregada por Estado e Município, no entanto, tem se revelado positiva para ambos os lados, já que rendeu recuperação da imagem do governo em Salvador e consolidou a imagem positiva da nova gestão da prefeitura. O governo municipal tem recorrido a liminares na Justiça para conseguir recursos federais para obras na capital, enquanto o governo do Estado deve concentrar em 2013 pelo menos 70% dos R$ 10 bilhões assegurados desde 2007. Informações do A Tarde.