Wagner “fecha a conta” até 2014 com PR e PSC na base aliada

    IMAGEM_NOTICIA_5O governador Jaques Wagner afirmou na manhã desta sexta (15) que espera concluir nos próximos dias a configuração da base aliada até o próximo ano, com a entrada de duas novas siglas na ala da maioria. “Creio que está mais ou menos composto o quadro até 2014, com a chegada do PR e do PSC”, avaliou.

    O petista disse que tem uma reunião marcada com o ex-senador César Borges, presidente estadual do PR, para consolidar a aliança. Wagner relatou também que tem participado das conversas para “azeitar” a relação do PR com o governo federal. Líder da bancada oposicionista, o deputado Elmar Nascimento (PR) insistiu que tem condições políticas de manter a legenda na oposição. Ele pontuou o fato de metade da bancada ser contrária a Wagner e lembrou que o filho do deputado Reinaldo Braga (PR) tem um cargo na administração municipal, como coordenador das prefeituras-bairro.

    “O governador devia se preocupar com a economia do estado e não em cooptar mais partidos. Ele já tem aliados demais”, protestou. (BN)