Cansanção: Pecuaristas culpam governo por morte de animais

    105

    Centenas de pecuaristas de Cansanção estão revoltadas com os governos Estadual e Federal que segundo os mesmos tem virado as costas para o município ao atrasar a liberação de subisídios fundamentais para o combate a seca.

    Devido seca, o Governo Federal, através da Companhia Nacional de Abastecimento, a CONAB, está disponibilizando milho para alimentação animal por um preço bem abaixo do mercado. O preço de mercado do milho gira em torno de R$ 45 a saca. Na Conab, o valor cai para R$ 18,12.

    Há quase 60 dias, dezenas de pequenos pecuaristas do município preocupados em alimentar seus rebanhos compraram 65,5 toneladas de milho na CONAB, efetuando o pagamento adiantado, a intermediação da venda do milho foi feita pela EBDA, porém até o presente momento o milho ainda não foi entregue.

    O Pecuarista Roque Cordeiro está indignado com a situação “Já perdi seis reis só nos últimos 30 dias, o governo está brincando com nós agricultores, compramos o milho, pagamos e somos obrigados a ver os animais morrer de fome, esse é o tratamento que eles dão ao povo nordestino, quando esse milho chegar talvez não precisaremos mais, pois graças a deus já começou a chover”. Já Antônio Batista morador da fazenda Soquete com os olhos cheios de lágrimas desabafou “Quando comprei esse milho da CONAB eu tinha 16 reis na roça, hoje tenho apenas 08, perdi metade do meu rebanho, se o governo não quer nos entregar o milho que compramos, pelo menos devolva o nosso dinheiro para que possamos procurar outras alternativas, será se eles vão pagar o nosso prejuízo?” Disse.

    Na manhã desta segunda-feira, pecuaristas foram até o escritório local da EBDA, e foram informados que o atraso na entrega do milho aconteceu devido a problemas no transporte que é realizado pela CAR, porém receberam a promessa de que o milho será entregue dentro dos próximos dias.

    Agricultores inscritos desde o início no Projeto Estiagem 2012, também sofrem com a demora para a liberação dos recursos das cerca de 200 propostas realizadas no município de Cansanção, foram liberadas apenas 45.

    Não temos dados oficiais, porém recebemos informações de que municípios da região estão na mesma situação de Cansanção, esperamos que os programas de combate a seca dos Governos Federal e Estadual saiam das propagandas institucionais e passem realmente a beneficiar esse povo sertanejo tão sofrido e carente de respeito por parte de nossos governantes.

    Por: Gabriel Araújo (Portaldenoticias.net)

     

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR