MEC considera precário desempenho de instituições baianas

    59

    Das 108 instituições de ensino superior da Bahia, avaliadas pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2011, do Ministério da Educação (MEC), 39 faculdades particulares obtiveram conceito 2, o equivalente a 36% do total  (veja lista ao lado).

    Esse desempenho é considerado insuficiente pelo MEC, que avalia como razoável apenas as notas superiores a 3. Entre as instituições baianas, as universidades públicas foram as que majoritariamente atingiram melhores notas. A Universidade Federal da Bahia (Ufba), Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) e a Universidade Estadual Santa Cruz (Uesc) obtiveram nota 4. Apenas duas particulares conseguiram o mesmo resultado: a União Metropolitana de Educação e Cultura (Unime), em Lauro de Freitas, e Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, no município de Paripiranga. No Estado, nenhuma instituição de ensino obteve a nota máxima nem a nota mínima: o resultado entre as faculdades avaliadas variou entre 2 e 4. Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (Uesb) e Universidade Federal de Feira de Santana (Uefs) – vêm logo em seguida, com nota 3.

    O Instituto Federal Baiano (Ifba), assim como a 37 faculdades particulares, também obteve o conceito 3. As particulares Universidade Jorge Amado (Unijorge), Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC) e Universidade Salvador (Unifacs) também alcançaram nota 3. Leia mais em A Tarde.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR